Rotary RJ Ilha do Governador

O Rotary Faz a Diferença

Rotary capta mais de $100.000 com o #GivingTuesday
No dia 2 de dezembro, nós participamos da #GivingTuesday, movimento mundial dedicado a doações e à celebração da generosidade. Aproveitamos a oportunidade para atrair contribuições à Fundação Rotária e para agradecer aos doadores que tornam nossos programas uma realidade.
Enviamos mais de 600 cartas de agradecimento a doadores e voluntários, e conseguimos arrecadar $100.000 em doações 0n-line. Agradecemos muito a todos os que participaram, e temos altas expectativas para o #GivingTuesday deste ano.

Subsídios
Sucesso com o novo modelo
Os parceiros em projetos participaram de um levantamento que foi postado na plataforma de pedidos de Subsídios Distritais e Globais. Por meios das respostas, constatamos que os subsídios e o aplicativo de pedidos foram aprovados pelos usuários. A participação em subsídios aumentou desde o lançamento do novo modelo, em julho de 2013.
Até 20 de novembro, a Fundação havia aprovado:
- 298 Subsídios Distritais totalizando $17,9 milhões, ante 288 no mesmo período em 2013;
- 386 Subsídios Globais totalizando $23,7 milhões ($9,9 milhões dos quais provenientes do Fundo Mundial), ante 209 no mesmo período em 2013 — um aumento de 85%!
Veja a última versão dos termos e condições de subsídios.

Deliberações do Conselho de Curadores
Em sua reunião de outubro, os curadores tomaram as seguintes decisões:
- O acordo de outorga de bolsas que temos com o Instituto Unesco-IHE foi prorrogado para mais um ano, faltando somente a anuência do Instituto.
- Clubes e distritos podem fazer projetos financiados por Subsídio Global em países não rotários nos quais estejamos tentando abrir Rotary Clubs. Atualmente, o Vietnã é o único país que se encaixa nesta categoria.
- Até 10% do orçamento de um Subsídio Global pode ser usado para cobrir custos administrativos e aqueles específicos ao projeto incorridos por organização colaboradora.
- Descendentes diretos de rotarianos honorários são agora elegíveis a financiamento pelos programas da Fundação.

Enviado por Luiz Carlos em Dom, 01/02/2015 - 11:20 , em

Em carta anual, entidade também aposta na redução pela metade da mortalidade infantil, no avanço da luta contra a malária e num aumento da produção agrícola na África. "Escolhemos metas ambiciosas", diz documento.

A erradicação da pólio e a redução pela metade da mortalidade infantil no mundo são algumas das previsões para os próximos 15 anos feitas pela Fundação Bill & Melinda Gates, listadas em sua carta anual divulgada nesta quinta-feira (22/01). A luta contra a malária também deve avançar, com o desenvolvimento de vacinas e de um tratamento de dose única para a doença.

"Escolhemos metas ambiciosas [...] Nos próximos 15 anos, a vida das pessoas em países pobres vai melhorar mais rápido" do que nunca, afirma o documento da fundação, criada em 2000.

A carta prevê uma longa lista de avanços na saúde e no desenvolvimento global até 2030. Entretanto, Melinda Gates reforça que ainda há muito a ser feito para alcançar as previsões.

A fundação acredita que, em 15 anos, apenas uma em cada 40 crianças (2,5%) morrerá antes dos cinco anos de idade. Atualmente, a taxa é de 5%. A redução será possível graças à amamentação e à ampliação do acesso a vacinas e ao saneamento básico.

Os avanços serão mais perceptíveis na área da saúde, mas também na agricultura, bancos digitais e educação via internet, aposta a fundação. Até 2030, a tecnologia deve ajudar a tirar centenas de milhões de pessoas da pobreza.

Além disso, espera-se que agricultores da África dobrem a produção de suas lavouras nos próximos 15 anos, graças ao acesso a melhores fertilizantes e a culturas resistentes à seca e a pragas.

Fonte: DW

 

Enviado por Luiz Carlos em Sáb, 24/01/2015 - 09:07 , em

Os curadores da Fundação Rotária aprovaram um novo modelo para o financiamento dos custos operacionais da entidade, o qual entrará em vigor a partir de 1º de julho de 2015. 

O novo modelo visa alcançar sustentabilidade financeira a longo prazo e criar uma forte reserva operacional.

Veja o vídeo com explicações apresentadas por Lori Carlson, Chefe de Finanças de Rotary International.


Enviado por Luiz Carlos em Qui, 22/01/2015 - 09:56 , em
Para erradicar a pólio na Índia, membros do Rotary assumiram compromisso e coordenação impressionantes. Foi sem qualquer surpresa que os membros rotários em Chennai, Tamil Nadu, foram capazes de mobilizar mais de 40.000 pessoas para criar a maior bandeira nacional humana no mundo. Essa ação que ocorreu pelo esforço de erradicação da pólio caracterizou-se como uma realização de quebra de recorde do Guinness World Records.

"O que mais me impressionou foi que todo o Rotary estava representado: rotaractianos, interactianos e rotarianos", disse o Presidente do RI Gary C. K. Huang, que participou do evento juntamente com sua esposa, Corinna e outros líderes do Rotary. Eles trouxeram seus colegas, amigos e colegas de trabalho. Acho que isso diz muito sobre o quão importante é para as pessoas o fato de que a Índia está livre de poliomielite.

Participantes de todas as esferas da vida indiana, segurando cartazes, ficaram juntos em um local de feiras, para formar a bandeira indiana. A exibição quebrou o recorde estabelecido no ano passado pelo clube desportivo de Lahore, que reuniu cerca de 30.000 pessoas para formar a bandeira paquistanesa.

Após separar os membros rotários em locais previamente registrados foi formada a roda azul no centro da bandeira; eles viraram seus cartazes para criar rodas giratórias, e outros membros rotários desfraldaram uma grande bandeira onde se lia o desejo de manter a Índia livre da pólio. Os organizadores, liderados pelo distrito 3230, estimam que mais de 50.000 pessoas compareceram para assistir, em grandes telas de TV, instaladas do lado de fora do evento.

Tão logo os participantes foram organizados, tiveram que segurar os cartazes por mais de cinco minutos para permitir que o representante do Guinness verificasse o novo registro. Nos últimos 30 segundos, todos os presentes começaram a gritar como um incentivo, disse Huang. Senti-me muito patriota, diz Avanthika Iyer, um estudante do terceiro ano na faculdade de Jain Shasun, em Chennai. O período de cinco minutos para segurar o cartaz foi difícil, mas nos fez feliz.

Diz Huang: Quando disseram que tinham de participar... 40.000 a 50.000 pessoas..., não pensei que isso iria acontecer. Quando vi as milhares e milhares de pessoas se reunirem para o ensaio no dia anterior, eu percebi que seria possível.

 

Fontes: Adam Ross - Rotary News - Fotos: Cortesia de I.S.A.K. Nazar, governador do Distrito 3230 (India)

Enviado por Luiz Carlos em Sáb, 10/01/2015 - 11:17 , em

Minda Dentler, sobrevivente da pólio e competidora do Ironman, compartilha sua história. Ela contraiu pólio quando criança na Índia e ganhou o título oficial de primeira mulher com uma handbike (bicicleta pedalada com as mãos) a competir e terminar o intenso Campeonato Mundial Ironman.

No dia 24 de outubro, mais de 23.000 pessoas de 24 países assistiram à transmissão ao vivo do evento organizado pelo Rotary em comemoração ao Dia Mundial de Combate à Pólio. James Alexander, especialista sênior do CDC, forneceu informações atualizadas sobre a campanha de erradicação e elogiou o trabalho de nossa organização, que já contribuiu mais de US$1,2 bilhão para o combate à doença desde o início de seu envolvimento nessa luta, em 1979. Este valor aumentou consideravelmente quando, no Dia Mundial de Combate à Pólio, anunciamos uma nova contribuição de US$44,7 milhões para custear atividades de imunização na África, Ásia e Oriente Médio. Além disso, o evento contou com a participação do cantor de reggae Ziggy Marley e da vencedora do programa The Voice de 2013, Tessanne Chin.




Enviado por Luiz Carlos em Sáb, 15/11/2014 - 09:58 , em

A Fundação Rotária ganhou a classificação de 4 estrelas do Charity Navigator, o maior e mais prestigiado avaliador independente de organizações sem fins lucrativos nos Estados Unidos.

"Nossa Fundação continua a operar com o mais alto padrão ético, disse o Chair da Fundação Rotária, John Kenny. Estamos orgulhosos de que a Charity Navigator tenha reconhecido nosso compromisso com a transparência e responsabilidade pelo sétimo ano consecutivo.

A classificação com 4 estrelas, o mais alto prêmio da Charity Navigator, reconhece a transparência, responsabilidade e gestão fiscal. A Charity Navigator avalia milhares de organizações sem fins lucrativos a cada ano, e apenas um entra quatro finalistas ganha 4 estrelas.

Esta distinção de ponta conseguida este ano representa a inclusão da Fundação entre as finalistas pelo sétimo ano consecutivo, colocando-a no tôpo das 3% das instituições de caridade com base nos EUA. Em uma carta à Fundação, o Presidente da Charity Navigator, Ken Berger escreveu, "Esta designação excepcional diferencia a Fundação Rotária de seus pares e demonstra ao público que ela é digna de sua confiança.

Fonte: Rotary News

Enviado por Luiz Carlos em Sex, 31/10/2014 - 07:50 , em

O Rotary e o mundo têm uma data a comemorar: 24 de outubro. Trata-se do Dia Mundial de Combate à Pólio. A nossa organizaçãoé protagonista desta luta desde 1985, quando então a doença afetava cerca de 350 mil pessoas anualmente em 125 países. O êxito da empreitada pode ser medido pela redução do número de casos em mais de 99%, havendo atualmente apenas três países endêmicos – Paquistão, Afeganistão e Nigéria. Ainda assim, a ameaça de importação do vírus da pólio permanecerá enquanto focos da doença persistirem, por menores e mais distantes que eles sejam.

Por isso os clubes de Rotary, Rotaract e Interact Clubs e Casas da Amizade estão sendo estimulados a marcar o Dia Mundial com iniciativas as mais diversas, tais como: publicações nas redes sociais, exibição de banners em pontos estratégicos e organização de pedágios e caminhadas com camisetas alusivas à campanha contra a pólio. Dessa forma, além de conscientizar a população para a necessidade de continuar vacinando nossas crianças, a Família Rotária estará fazendo um trabalho de imagem pública ao lembrar o papel do Rotary nessa caminhada, agora em sua etapa final.

Fonte: Brasil Rotário

Enviado por Luiz Carlos em Ter, 21/10/2014 - 07:58 , em

No último dia 14 de outubro o Rotary RJ Ilha do Governador comemorou seu cinquentenário de fundação em solenidade realizada no Salão de Festas Novos Ventos, que contou com a participação de cerca de 150 pessoas.

Lá estavam rotarianos, convidados, homenageados e amigos do Rotary RJ Ilha do Governador.

Foi relevante a presença de fundadores do Clube: Antônio Carivaldo Pires (o primeiro presidente), Dario Tavares, Edwards Demarco e Martin Szidlow, homenageados com troféu personalizado, representado a gratidão dos atuais associados pela iniciativa de fundação do então Rotary Club da Ilha do Governador.

Durante o evento foram homenageados os parceiros do Clube em suas atividades ao longo destes 50 anos de existência.

A abertura da solenidade aconteceu com a apresentação do coral do Projeto PEMIG, cantando o Hino Nacional e seguindo com outras músicas do cancioneiro brasileiro.

A presença do Governador Pedro Loureiro Durão e de sua esposa Zélia Durão muito envaideceram os associados do Rotary RJ Ilha do Governador pelo prestígio emprestado à solenidade. Também estavam presentes a Governadora Adélia Antonieta Villas, os Governadores Nilton José Amaral, Eduardo Werneck, José Roberto Lebeis Pires, Antonio Carlos Coutinho e a Governadora Eleita Ivone Sacchetto.

A presença do Governador Assistente para o Clube, Companheiro João Trigo, foi marcante, bem como a de outros Governadores Assistentes e inúmeros presidentes de clubes coirmãos.

O Rotary RJ Ilha do Governador agradece a presença de todos que prestigiaram a solenidade.

A seguir é mostrado vídeo com a apresentação do coral PEMIG e uma série de fotos tomadas pela Companheira Maria Rodrigues, durante a solenidade.

  

  

 

  

  

  

  

   

  

Enviado por Luiz Carlos em Qui, 16/10/2014 - 20:39 , em

Meio Século, Cinquentenário, Jubileu de Ouro, ou simplesmente 50 anos de existência.

"Eu sei o quanto caminhaste para chegar até aqui, nem sempre entre jardins, mas nem por isso desistiu das borboletas. Nesta caminhada foste perdendo os hormônios e ganhando a experiência. Nem tudo se consegue mudar, porém seus cabelos só ficam brancos quando queres. Mudaste várias vezes no caminho, mas sempre sabendo onde deverias chegar. Fez planos, mudou os planos.

Lógico que se decepcionou com os erros, mas aprendeu com os eles. Foi aprendendo com os anos que tudo pode, mas nem tudo convém. Neste meio século de vida o universo conspirou a seu favor, não que ele tenha te dado o que querias, mas exatamente aquilo que precisavas."

- Autor desconhecido -

O Rotary RJ Ilha do Governador em todos os momentos de sua existência se comportou como uma verdadeira equipe. Não aquela equipe que recebe instruções de um líder e as executa, mesmo a contra gosto. Esta, via de regra, é a receita perfeita para o insucesso de qualquer missão. E nesta situação não foi diferente: todos, à sua maneira e dentro de suas possibilidades, contribuíram decisivamente para que o sucesso fosse alcançado.

A história do Rotary RJ Ilha do Governador foi construída ao longo destes 50 anos de existência tendo como base o vasto acervo de documentos (boletins semanais encadernados, fotos inúmeras, fitas de vídeo cassete), troféus, a Carta Constitutiva, flâmulas de clubes coirmãos, cuidadosamente guardados em nossa secretaria. Enfim, uma coletânea digna da história de um clube de serviço que se preocupava realmente, com o servir.

Tudo aquilo estava ali concentrado graças às sugestões do grande mestre em Rotary, Frederico Smolka, Companheiro do Rotary Club São Cristóvão, padrinho do Rotary Club da Ilha do Governador, quando dos preparativos para a fundação do Rotary Club da Ilha do Governador (primeira denominação do Clube). Foi Smolka o orientador e grande responsável por todos os registros existentes.

E a história do Clube começou em 13 de outubro de 1964, quando 31 Companheiros, sob a presidência do Companheiro Fundador Antônio Carivaldo Pires, assumia a presidência e consolidava o início das atividades do Rotary Club da Ilha do Governador.

Ao longo dos 50 anos todos os Companheiros do Clube se empenharam com o seu melhor, para o sucesso da empreitada, qual fosse, manter firme os objetivos de Rotary em benefício das comunidades insulanas, fosse pelas ações junto às autoridades constituídas, pleiteando e reivindicando ações governamentais para a melhoria do bem-estar da Ilha do Governador, fosse diretamente por seus projetos de cunho social.

Neste sentido, programas importantes marcaram a vida histórica do Rotary RJ Ilha do Governador. Podemos lembrar alguns.

- o MOBRAL – Movimento Brasileiro de Alfabetização;

- o projeto de educação pela TV em parceria com o programa do educador Gilson Amado na extinta TV Continental (seria um embrião da atual educação à distância?);

- as campanhas de vacinação contra a poliomielite;

- os Fóruns de Orientação Profissional, nos quais grupos de Companheiros rotarianos procuram orientar jovens estudantes quanto ao futuro em diversas profissões;

- as campanhas educativas da população, nas quais se incluem campanhas de trânsito, campanhas de prevenção a incêndios;

- a coordenação e implementação de diversas Assembleias Distritais realizadas no Centro de Instruções do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, localizado no bairro do Bananal, na Ilha do Governador;

- a implantação do Interact Club Ilha do Governador e do Rotaract Club Ilha do Governador que contribuíram decisivamente para a formação profissional dos participantes, além de desenvolver os aspectos de direito e cidadania em cada um;

- a realização de diversos eventos RYLA pelo desenvolvimento das habilidades de liderança, que o Rotary RJ Ilha do Governador procurou concentrar em estudantes de nível médio;

- a implantação do Centro Ocupacional Rotary Club, hoje Escola Especial Municipal Rotary Club, inaugurado em 1975, como resultado da grande iniciativa de nosso Clube, surgida em 1969, como um Centro Social a ser construído em terreno cedido pelo governo do estado da Guanabara e futuramente consolidado pela Prefeitura do Rio de Janeiro;

- e, por último, não menos importante, o PEMIG – Projeto de Educação Musical da Ilha do Governador, implantado em julho de 2013 e hoje com excelentes resultados, tendo com um de seus desdobramentos a instalação do Espaço Cultural Yutaka Okumura na Escola Educacional Portfólio, um dos braços operacionais do projeto.

Não podemos nos esquecer que por este Clube passaram autoridades como Governadores do Estado, Prefeitos, Deputados, Vereadores, Secretários Estaduais e Municipais e de Comandantes de Unidades Civis e Militares sediadas na Ilha do Governador, o que facilmente representa o quanto o Rotary Rio de Janeiro Ilha do Governador se mantém fiel aos ideais e objetivos de Rotary.

Alguém pode estar curioso pela não citação, até aqui, de eventos como aqueles comemorativos da Semana do Idoso, Semana de Civismo, Feira da Saúde e Cidadania e muitos outros.

Pois bem, aquele acervo reunido por sugestão de Smolka possibilitou uma grande compilação com o intuito de mostrar as várias fases da história do Rotary RJ Ilha do Governador. Assim é que o Clube lança hoje um e-book com o título “CONTANDO NOSSA HISTÓRIA”, sem o intuito detalhista para cada etapa passada, mas com a finalidade de mostrar o desenvolvimento das atividades do Clube, com os respectivos eventos de destaque.

O Rotary RJ Ilha do Governador agradece a todos os Companheiros que, ao longo dos anos, colaboraram para a edição deste trabalho, pesquisando a história do Clube, relatando fatos não registrados nos anais, fornecendo escritos e fotos disponíveis em seus acervos. Somente assim foi possível produzir o trabalho que ora é apresentado. O endereço na internet no qual o e-book está disponível, para cópia ou download, em formato PDF é o seguinte www.rotaryilha.org.br/Capa 1.jpg .

Este e-book tem também o link clicável para acesso pela imagem ao final deste texto. Nele está mostrado o resultado do trabalho social desenvolvido pela Equipe, com E maiúsculo, Rotary RJ Ilha do Governador.

Sempre ficará a pergunta: como se comportar depois dos 50 anos? A resposta? Juntando forças e trabalhando com dedicação, cada vez mais.

Enviado por Luiz Carlos em Seg, 13/10/2014 - 21:30 , em



O PEMIG - Projeto de Educação Musical da Ilha do Governador, patrocinado pelo Rotary RJ Ilha do Governador, continua sendo acompanhado pela mídia insulana. O Jornal GOLFINHO, em sua edição de maio de 2014, apresentou a reportagem constante da imagem acima e que segue transcrita.

"Com o objetivo de oferecer aulas de música para crianças e jovens carentes, o Rotary Ilha - em parceria com a Fundação Rotária - criou o Projeto de Educação Musical da Ilha do Governador (Pemig). A iniciativa fez tanto sucesso que, em menos de um ano, já conta com 40 meninos e meninas de apenas duas comunidades insulanas.

Este projeto teve início em agosto de 2013, na gestão do cardiologista Sylvio Regalia, então presidente do Rotary Ilha, e prosseguiu na atual administração do clube de serviços, a cargo do advogado Marcos Antônio Alves.

Atualmente, as aulas são ministradas nas igrejas Nossa Senhora do Loreto, no Galeão, e Nossa Senhora Aparecida, no Moneró, além da Escola Portfólio Educacional, também no Moneró. A escolha destes locais se deu pela disponibilidade de salas apropriadas para as aulas de música, pelo pessoal de apoio e também pela proximidade do Parque Royal e Vila Juaniza.

- A música é um meio de integração social para a criança, pois combate a timidez, a hiperatividade e o déficit de atenção, além de, indiretamente, livrá-la dos descaminhos - revela Marcos Alves, acrescentando que o projeto busca não apenas ministrar aulas de música, mas tornar-se uma ferramenta para a formação do caráter e cidadania destes alunos.

A coordenação do projeto é do rotariano Armando Faria e as aulas são ministradas pelo professor Eduardo Bacelar, que conta com alunos dos 5 aos 17 anos, que aprendem teoria e um instrumento musical. Segundo ele, o aluno que deseja ingressar no projeto deve estar matriculado em uma instituição de ensino e passar por uma entrevista com a direção dos núcleos.

- A inscrição é gratuita e, dependendo do seu desempenho, o aluno pode utilizares instrumentos que foram doados pelo Rotary Ilha, ficando sob sua inteira responsabilidade - completa Eduardo.

O projeto aceita crianças com dislexia, autismo, síndrome de Asperger, TDA e transtorno de ansiedade. Em convívio com os demais alunos e utilizando a música como elemento de transformação, permite uma integração saudável e harmoniosa de todo o grupo."

Enviado por Luiz Carlos em Ter, 07/10/2014 - 10:40 , em