Rotary RJ Ilha do Governador

O Rotary Faz a Diferença

A publicação de Rotary International, Global Outlook do mês de maio trata do apoio às crianças do mundo, visando a  redução da mortalidade infantil. A seguir, alguns trechos da publicação, em tradução livre. Vivemos em um mundo no qual o espantoso número de 9,2 milhões de crianças morrem antes de completar cinco anos, o que significa dizer que mais de 1.000 crianças morrem a cada hora. Desde 1960, a taxa de mortalidade infantil, de crianças abaixo de cinco anos decresceu mais do que 60%. Mas isto não é o suficiente. A Organização das Nações Unidas tem como objetivo em seu planejamento, salvar pelo menos 5,4 milhões de crianças a mais até 2015, como parte do suas Metas de Desenvolvimento do Milênio. A realidade de que um grande número de vidas pode ser salva facilmente, nos leva a ter bastante esperança. Cera de 70 % das mortes prematuras são atribuídas a seis causas que podem ser perfeitamente preveníveis (veja o quadro). As intervenções básicas para tratar muitas destas causas - alimentação rica em nutrientes, vitaminas e minerais; vacinas e leitos desifectados - custam poucos centavos por criança, por dia, de acordo com dados da Organização Mundial de Saude. Outras medidas tais como cuidados ao amamentar e alteração de hábitos durante e depois do parto, envolvem educação e apresentam baixo, ou nenhum custo. A ênfase especial para 2008-2009 do Presidente de Rotary International, Dong Kurn Lee, sobre redução da moratilidade infantil tem inspirado Clubes e Distritos de Rotary a iniciar novos projetos. Em 2008, mais da metade de todos os Projetos de Saude do Serviços às Comunidades Mundiais foram centrados em esforços que reduzem a mortalidade infantil, envolvendo clínicas médicas, treinamentos em cuidados com a saúde e nutrição, de acordo com o banco de dados do ProjectLINK, de Rotary International. "Nós sempre tivemos projetos de ajuda a crianças," disse o ex- Diretor de RI Barry Rassin, um administrador hospitalar em Nassau, Bahamas, e membro, juntamente com os ex-Diretores Rudolf Hörndler e Kalyan Banerjee, da Equipe de Coordenação da Ênfase Sobre Mortalidade Infantil de RI. "O Presidente Lee nos pediu para focar nesta ênfase de uma forma completa." Muitos grupos estão dedicando suas atenções para as complicações neo-natal. A UNICEF relata que condições de saude dos recem-nascidos, tais como partos prematuros, infecções, asfixia e problemas de amamentação, estão entre as maiores causas de mortalidade de crianças abaixo de cinco anos de idade, contribuindo com 37% das mortes. Quatro milhões de crianças morrem em seu primeiro mês de vida, sendo que metade destas perdas ocorre no primeiro dia de vida. A ligação entre a mãe e seu filho, nos primeiros dias de vida é fator crítico na maior parte das comunidades. Recentes desenvolvimentos de drogas antiretrovirais e outras medidas, teem ajudado a evitar a transmissão do HIV/AIDS da mãe para o filho - uma causa significativa de mortes entre os jovens na África. Não somente a AIDS tem deixado uma geração de crianças africanas sem suas mães, mas os bebês sobreviventes que são colocados em orfanatos defrontam-se com condições de vida inóspitas que dobram o risco de morte. O parto, por si só, representa-se perigoso para as mães na maior parte do mundo. Hoje, algo próximo de 529.000 mulheres morrem durante o parto, "exatamente o mesmo número verificado desde 1987," informa o Dr. Francisco Songane, diretor dos Parceiros na Saude Maternal, de Recem-nascidos e da Criança, junto à Organização Mundial da Saude. Songane, que foi Ministro da Saude de Moçambique, acredita que igualdade e oportunidade econômica são fatores contribuintes para tais números. "A jovem mulher trabalha até o dia do parto. A maior parte das vezes constituem-se no ganha-pão das famílias."

Enviado por Luiz Carlos em Qui, 11/06/2009 - 13:48 , em
Ainda ecos da Conferência dos Sonhos 2009, realizada em Poços de Caldas. O texto apresentado a seguir contempla trechos apresentados pelo Assessor de Imprensa da Governadoria, Companheiro Alcides Ney Vieira, do Rotary Clube RJ Leblon. O videoclipe aqui mostrado foi produzido a partir de fotos tomadas pelos Companheiros Alcides Ney Vieira , Antonio Ubirajara Santos e Luiz Carlos Dias, os dois últimos, do Rotary RJ Ilha do Governador. Leiam o texto e vejam o clipe! "Depois de muitos anos realizando Conferências no eixo Caxambu e São Lourenço, o atual Governador do Distrito 4570, José Roberto Lebeis Pires, aceitou o desafio e promoveu a sua Conferência dos Sonhos, em Poços de Caldas (MG), local cerca de 550 km do Rio de Janeiro, entre os dias 21 e 24 de maio de 2009 . O primeiro dia da Conferência foi marcado com a solenidade de hasteamento do Pavilhão Nacional, onde o Governador José Roberto Lebeis Pires, acompanhado da primeira dama Márcia Valéria, do casal Henrique Camilo Lellis e Regina Lellis, representantes do Presidente de ROTARY INTERNATIONAL, dos EGDs José Nelson Carrozzino, Nilton Amaral, Luiz Osair de Medeiros, Augusto Resende de Menezes, Sebastião Porto e de sua equipe de coordenadores, além de centenas de rotarianos, já presentes ao evento, deu o pontapé inicial ao grande encontro da família rotária, do Estado do Rio de Janeiro, que promete deixar marcados na memória do Distrito 4570, momentos inesquecíveis. Após a cerimônia das bandeiras, o Governador José Roberto, acompanhado de sua esposa Márcia Valéria, do EGD Henrique Lellis e esposa Regina e o EGD Sebastião Porto, foram recebidos pelo prefeito da cidade, Paulo César Silva. A Conferência foi marcada por palestras significativas: a questão do desenvolvimento do Quadro Associativo da instituição; como funcionam as entidades para-rotárias e sua importância no aspecto social e profissional dos jovens carentes; a Proteção Internacional dos Direitos Humanos e do Meio Ambiente; implantes dentários e saúde bucal; como o Rotary, pode vencer a luta contra o analfabetismo; o maestro pianista João Carlos Martins, com sua história de vida. A Conferência Distrital (Conferência dos Sonhos) do Distrito 4570 foi considerada (apesar da distância), uma das melhores dos últimos anos. A afirmação veio de várias lideranças do Distrito, que elogiaram tanto as plenárias com palestras esclarecedoras e educativas, como também o companheirismo, que movimentou as noites do evento, como o Coquetel (dia21), o Baile de Carnaval (dia 22) e o Baile de encerramento com a Orquestra Tupi (dia23). Este deu oportunidade para as casais mostrarem o charme e as habilidades na arte da dança. O último dia da Conferência dos Sonhos, teve momentos de muita emoção e alegria. Mais uma vez, o plenário do CENACON, ficou totalmente tomado, com a presença maciça dos rotarianos, prestigiando os palestrantes convidados, com os temas a imagem pública através do SOS, Recofiat e Banco de Alimentos; elucidativa palestra, sobre a crise financeira; a atuação do Distrito junto ao Intercâmbio Internacional de Jovens; o programa de Intercâmbio de Grupos de Estudos-IGE, apresentando o grupo do Canadá; as atribuições da Fundação Rotária para com a sociedade, no qual o objetivo é solucionar os problemas de ordem sócio cultural e econômico, bem como a captação de recursos e incentivos para o desenvolvimento de programas sociais da entidade como o Plano de Visão do Futuro. Após a apresentação do Governador eleito, Álcio Augusto Carpes Athayde, para o próximo período 2009/10 e a declaração dos governadores indicados, Antonio Carlos Coutinho, 2010/11, do Rotary Nova Iguaçu e Wanderley Chieza, 2011/12, do Rotary RJ Jardim Botânico, a expectativa ficou por conta da apresentação do companheiro Guilhermino Cunha, do Rotary Club do Rio de Janeiro, em seu Momento de Saudades. Foi sem dúvida, um momento de muita emoção para toda a plenária, principalmente para aqueles que perderam seus entes queridos. O momento de grande expectativa ficou por conta do Governador José Roberto Lebeis Pires, que após a apresentação da estatística da 80ª. Conferência Distrital, anunciou a grande caravana vencedora, a do Rotary Clube de Duque de Caxias, com 125 integrantes, quebrando uma hegemonia de vários anos defendido pelo Rotary Nova Iguaçu, que nesta Conferência ficou em segundo lugar com 115 componentes. Após a entrega dos troféus, as duas caravanas lideradas por seus presidentes Juarez Santana e Jorge Leite Falcão, numa demonstração de verdadeiro companheirismo e amizade, trocaram de camisas, agitando toda a plenária. Ao encerrar a 80ª. Conferência Distrital, o Governador José Roberto Lebeis Pires, bastante emocionado, agradeceu a todos que compareceram e colaboraram para o sucesso da Conferência que por certo ficará marcada na mente de todos os rotarianos que lá compareceram, como na história do Distrito 4570. (Trechos de textos do Companheiro Alcides Ney Vieira).

Enviado por Luiz Carlos em Seg, 08/06/2009 - 22:01 , em

Segundo matéria disponível no site turnto23.com, noticiário da rede ABC, o Tehachapi Rotary Club, da Califórnia, vem trabalhando nos últimos quatro meses para fornecer livros a todo aluno matriculado em jardim de infância no Tehachapi School District.
O Club já forneceu cerca de 320 livros aos estudantes de jardim de infância, em um esforço para estimular nos estudantes o interesse pela leitura. O que faz estes livros serem tão especiais é que cada um e todos os livros são personalizados para cada estudante.
A Rotariana Rhonda Braid disse, "Cada livro tem o nome da criança, os nomes de seus pais, seus animais de estimação e de seus amigos por todo lado do livro, além do nome de seu professor, com a finalidade de que elas fiquem entusiasmadas por ver tais nomes por todo o livro."
Quatro meses atrás, todos os estudantes preencheram um questionário e suas respostas foram colocadas em uma estória referente a cada um.
Os professores disseram que os livros personalizados são uma excelente forma para manter as crianças interesadas pela leitura.
A professora Julie Zweigle disse, "Elas (as crianças), chegaram em um ponto de sua educação em que elas precisam ler, e este é o ponto em que elas precisam ficar entusiasmadas com a leitura. Então, quando elas leem o livro que tem seu nome nele e o nome de seus amigos e de seus animais de estimação, elas se entusiasmam por ler mais. Talvez isto inspire-as durante o verão, quando elas estarão de férias."
Cada livro custa por volta de US$ 3.00 para publicar, mas o Rotary Club diz que a recompensa conseguida, sem dúvida supera os custos. este foi o primeiro ano que o Club doou livros personalizados, e espera continuar com a iniciativa todo ano, em um esforço para promover a leitura pela comunidade.

Enviado por Luiz Carlos em Seg, 08/06/2009 - 21:45 , em

Durante mais de 20 anos Sylvan M. Barnet Jr. tem sido um dos representantes de Rotary International junto à Organização das Nações Unidas.
Depois de servir na Marinha Americana durante a Segunda Guerra Mundial, Barnet trabalhou em Paris no International Herald Tribune, tornando-se seu editor em 1954. Em 1959, ele fundou a Barnet & Reef Associates, uma organização pioneira no cmpo das relações públicas internacionais e, posteriormente, trabalhou no Departamento de Comércio dos EUA.
Barnet, conhecido entre seus amigos como Barney, é membro do Rotary Club of New York.
Barnet concedeu uma entrevista à The Rotarian recentemente, da qual destacamos a pergunta sobre o papel de Rotary International na Organização das Nações Unidas nos dias de hoje, uma vez que o Rotary foi uma das Organizações Não Governamentais (ONG) que contribuiu na elaboração da Carta de Constituição das Nações Unidas, em 1945.
Sylvan Barnet respondeu que nós somos uma Organização Não Governamental consultiva. Existem aproximadamente 3.000 ONG na ONU, mas somente cerca de 150 delas na Assembleia Geral das Nações Unidas. Para ter tal posição a ONG deve atuar mundalmente e trabalhar em um determinado número de tarefas, não só em uma.
Sobre a importância do papel do Rotary, Barnet considera-o como representante de 1,7 milhões de pessoas, se forem incluídos Rotaractianos e Interactianos. Se for considerada a representatividade de Grenada, que é de 90.000 pessoas, porque Rotary não pode ser ouvido? Barnet toma a erradicação da pólio como referência e diz que é um legado real de Rotary; existe mobilização social. E acrescenta que isto exige planejamento, mão de obra, uma rede de relacionamento, monitoramento das ações e o cuidado para com as pessoas atendidas. Esta é a experiência que o Rotay tem em nível global, em 121 países onde a pólio já foi erradicada; os Governos não dispõem deste tipo de mão de obra, acrescenta Barnet.
Mais sobre a entrevista concedida pode ser encontrada no site do Rotary, no enedereço http://www.rotary.org/en/MediaAndNews/TheRotarian/Pages/barnet.aspx.

Enviado por Luiz Carlos em Qua, 03/06/2009 - 21:55 , em

Há mais de 75 anos, países por todo o mundo honraram o trabalho do Rotary com selos comemorativos.

O primeiro apareceu em 1931 quando a Áustria criou o seu em homenagem à Convenção de RI em Viena.

Outras Convenções de RI foram comemoradas com selos, incluindo um emitido em Havana, Cuba em 1940 (imagem acima); 1961 e 1978 em Tóquio; 1981, em São Paulo, Brasil, e 1987, em Munique, Alemanha.

Pelas comemorações do 50º aniversário de Rotary, em 1955, 27 nações emitiram selos comemorativos.Muitas imagens com caracterizações familiares a todos, como a roda dentada foram utilizadas, como aquela que um selo grego incorporou com o número 50. imagens de Paul Harris e cenas comuns do país emissor também tornaram-se populares.

Pelo 75º aniversário de Rotary várias homenagens foram feitas dentre as quais as de Benin, Cyprus, Djibouti, Dominica, Ghana, Iran. O serviço postal das Antilhas Holandesas emitiram vários cartões postais e selos comemorativos. Maldivias emitiu uma série de selos baseados em Subsídios para Saúde, Fome e Humanidade.

Em 2005, o centenário de Rotary inspirou selos de diversas nações, entre as quais França, Gana, Peru e Togo. Selos comemorativos marcaram também o aniversário de Rotary em outros países, destacando atividades de projetos e atividades humanitárias.

Em 1960 um selo boliviano destacou o emblema de Rotary e comemorou o apoio a um hospital para crianças patrocinado pelo Rotary Club de La Paz.

Um selo de 1976 homenageou os 40 anos de Rotary em Fiji, destacando projeto de um clube que levantou dinheiro para a compra de uma ambulância.

Muitos Rotarianos colecionam selos comemorativos sobre o Rotary. Desde 1955, um grupo hoje conhecido como International Fellowship of Rotary on Stamps, coleciona e pesquisa material filatélico realcionado com o Rotary.

Para mais informações históricas sobre Rotary, visite Rotary History and Archives ou Rotary Global History Fellowship .

Fonte: Site de Rotary International

Enviado por Luiz Carlos em Qui, 28/05/2009 - 15:26 , em

Os Medalhões de Companheiro Paul Harris que eram enviados automaticamente aos Companheiros agraciados, não mais o serão a partir de 01/07/2009, conforme informa o site de Rotary International.
Os Companheiros que adquirirem o status de Companheiro Paul Harris pelo acúmulo de US$1,000 em contribuições, a partir de 01/07/2009 receberão um certificado personalizado e um pin de lapela, junto com um formulário de opção de compra do Medalhão, por US$15. Os Medalhões poderão ser comprados através de http://www.shop.rotary.org ou por telefone através do número 847-866-4600, ou fax 847-866-3276, nos EUA.
Também a partir de 01/07/2009, todos os certificados emitidos incluirão a logo do End Polio Now (Acabe com a Pólio Já). Esta inclusão ocorrerá até 30/06/2012, quando se encerra o período do Desafio de Rotary pela arrecadação de US$200 milhões.

Enviado por Luiz Carlos em Qua, 27/05/2009 - 20:33 , em

Ryan Hyland, em Rotary International News de 11/05/2009, nos apresenta interessante matéria sobre a atuação de associados do Rotary Club of Anchorage East na distribuição de alimentos com o auxílio de um veículo especialmente preparado para tal fim.

A ilustração ao lado, de Gregory Solomo, mostra um dos momentos da atuação dos Rotarianos.

Todo segundo sábado de cada mês, os associados do clube fazem distribuição de alimentos para famílias vizinhas de baixa renda.

Em 2006, o clube levantou junto ao Banco de Alimentos do Alasca, US$50,000 para comprar e reformar uma velha carreta de transporte de cerveja. Desde então, os Rotarianos estabeleceram uma forte ligaçãocom o projeto, distribuindo voluntariamente os alimentos e preocupando-se com a manutenção do veículo.

"Este projeto atende uma necessidade básica, mas importante, na comunidade", disse David Kester, que gerencia o esforço. "Ajudando a colocar comida na mesa, nós estamos alcançando diretamente as pessoas onde isto é necessário. Nós estamos preocupados com a situação de cada família".

A demanda pela unidade móvel aumentou 30% nos últimos 18 meses, disse Susannah Morgan, associada do Anchorage East e diretora executiva do Banco de Alimentos do Alasca. Ela distribui alimentos seis vezes por semana para centenas de famílias em Anchorage. A recessão tem aumentado o número de pessoas necessitando de ajuda.

Carregada com grande variedade de comidas enlatadas, bem como de produtos congelados, a carreta transporta suficientes ítens para pelo menos uma família por semana. Os alimentos distribuidos são doados por fazendeiros, mercearias locais e outras agências. As pessoas podem escolher os ítens que desejam e levar para casa a quantidade que puderem transportar, disse Kester.

Enviado por Luiz Carlos em Qui, 14/05/2009 - 16:24 , em

Ainda no Informativo Todos os Rotarianos Todos os Anos de maio de 2009, interessante matéria narra como um Projeto da Índia auxilia estudantes americanos.

A Índia foi classificada como terceiro país em contribuições totais à Fundação Rotária em 2007-08. Recentemente, rotarianos de Nagpur, Maharashtra, doaram fundos para fornecer milhares de livros educacionais a mais de 800 alunos do distrito escolar de Trimble, Athens, EUA , onde mais de 40% das famílias vivem abaixo do nível de pobreza.

Há cerca de 18 anos, Ram Gawande, natural de Nagpur e sócio do Rotary Club de Athens, tem trabalhado em projetos para melhorar a qualidade de vida em sua cidade natal. Quando Gawande se tornou governador eleito do Distrito 6690, rotarianos de Nagpur demonstraram sua gratidão pelo apoio recebido arrecadando US$5.100 para ajudar a comprar livros escolares para o distrito de Trimble.

“A Índia tem recebido muito auxílio dos rotarianos nos EUA e agora os indianos querem demonstrar sua gratidão”, disse Gawande. “Somos unidos por um propósito em comum: promover a alfabetização.”

Além dos fundos doados pelos rotarianos de Nagpur, o projeto também recebeu US$8.530 através de um Subsídio Equivalente da Fundação Rotária e US$2.300 em doações feitas por clubes no Distrito 6690. Os fundos do projeto foram usados para comprar milhares de livros de matemática, ciências e gramática da National Geographic Society.

“A gratidão que vimos no rosto das crianças é a mesma gratidão que vemos quando ajudamos [estudantes] na Índia”, comenta Gawande. “Foi emocionante ver a alegria que rotarianos da Índia trouxeram aos [nossos] alunos.”

Educação básica e alfabetização são essenciais para melhorar a qualidade de vida e fazem parte das seis áreas de enfoque do Plano Visão de Futuro da Fundação Rotária, cuja fase experimental deverá ser iniciada em 1º de julho de 2010.

Enviado por Luiz Carlos em Qui, 14/05/2009 - 15:17 , em

O Informativo da Fundação Rotária, Todos os Rotarianos Todos os Anos, edição de maio de 2009, nos traz interessante artigo sobre as doações para Rotary nos tempos de crise que o mundo atravessa. Diz o seguinte.

Quantos sócios do seu Rotary Club estão contribuindo ao Fundo Anual para Programas da Fundação Rotária?

O angariador profissional de fundos, Bill Eck, do Rotary Club de Denver Southeast, EUA , diz que rotarianos contribuirão, independente da crise econômica, se sentirem que o Rotary é relevante.

Para ajudar rotarianos a entender melhor o valor que o Rotary pode trazer às comunidades e incentivá-los a doar, Eck sugere que as seguintes perguntas sejam feitas individualmente ou durante uma reunião interativa.

• Qual é o aspecto do Rotary que considera mais importante?

• Qual é o impacto que o Rotary causou em sua vida?

• Qual é a realização pessoal de que mais se orgulha no Rotary e por quê? • Qual é a experiência mais relevante que teve no Rotary e por quê?

• Como tem trabalhado para fomentar a compreensão, boa-vontade e paz mundial?

• De que forma a Fundação Rotária fortalece o Rotary e o seu trabalho pessoal?

• Por que considera importante fazer a diferença na vida de pessoas em todo o mundo?

• De que forma você ajuda a Fundação Rotária a causar impacto no mundo?

• Se você tivesse US$1 milhão para doar aos programas da Fundação Rotária, como designaria os fundos e por quê?

Segundo Eck, quando rotarianos compreendem o valor que o Rotary traz para o mundo eles fortalecem o seu compromisso com a organização e demonstram sua gratidão através de doações para a Fundação.

Enviado por Luiz Carlos em Qui, 14/05/2009 - 15:09 , em
O Companheiro Paulo Mendonça me enviou o vídeo a seguir, mostrando a maneira como é feito o desenho da logomarca de Rotary International. Achei interessante e compartilho com todos.
Enviado por Luiz Carlos em Seg, 11/05/2009 - 15:11 , em