Rotary RJ Ilha do Governador

O Rotary Faz a Diferença

Em entrevista à revista People Magazine, Achie Panjabi, embaixadora do Rotary na campanha contra a pólio, compartilhou sua conexão pessoal com a pólio e contou como está contribuindo para a erradicação da doença.

Uma repórter do jornal Independent juntou-se a um grupo de rotarianos para um Dia Nacional de Imunização na Índia. Ela escreveu um artigo sobre as pessoas que lutam para manter a doença longe do país e mencionou Eve Conway, presidente do Rotary International na Grã-Bretanha e Irlanda. Em sua segunda matéria, que analisa a história da pólio e como o Rotary deu início à campanha global de erradicação, o vice-presidente da Comissão Internacional Pólio Plus, Dr. John Sever, foi mencionado. 

Uma repórter do canal VICE também participou de uma campanha de vacinação na Índia para ver o trabalho em primeira mão. Seu artigo ressalta o trabalho que o Rotary, nossos parceiros e os vacinadores fazem em áreas remotas do país não só para vacinar as crianças, mas também para informar o público sobre a importância da imunização.  

Em seu recém-publicado livro, “The Heath of Nations: The Campaign to End Polio and Eradicate Epidemic Diseases”, Karen Bartlett examina a longa jornada rumo à erradicação da pólio, e menciona o Rotary e suas três décadas de luta contra doença.

Fonte: End Polio Now Notícias - Abril 2017

Enviado por Luiz Carlos em Sex, 21/04/2017 - 12:57 , em

O Rotary Club de Albrighton and District, no Reino Unido, junto com estudantes da escola St. Chad’s Pattingham, plantaram 4.000 mudas de açafrão como símbolo do trabalho do Rotary em prol da erradicação da pólio. A ação integrou a campanha Purple4Polio, do Rotary International na Grã-Bretanha e Irlanda, que une pessoas para transformar locais públicos com a cor roxa das flores e aumentar a conscientização pública a respeito da erradicação. A meta da campanha é plantar seis milhões de flores de açafrão em todo o Reino Unido. 

Rotary Clubs em Cremona, na Itália, criaram uma campanha publicitária para informar a comunidade sobre a erradicação da pólio. Os rotarianos veicularam anúncios na lateral de três ônibus, distribuíram flyers e penduraram pôsteres em lojas e locais públicos, além de dar entrevistas na televisão para aumentar a conscientização sobre a causa. 

Kent Cartwright e John Scholten, do Rotary Club de Petoskey, nos EUA, competiram no Ironman Louisville, em outubro de 2016, para promover a erradicação da pólio e arrecadar fundos para a iniciativa. Além de nadarem 3,8 Km, pedalarem 180 Km e correrem 42 Km, eles angariaram US$3.900 para a campanha Elimine a Pólio Agora.

Fonte: Notícias End Polio Now - Abril 2017

Enviado por Luiz Carlos em Sex, 21/04/2017 - 12:51 , em

Anualmente, Bill e Melinda Gates publicam uma carta para aumentar a conscientização pública a respeito de programas globais nas áreas de desenvolvimento e saúde. Este ano, a mensagem destacou a pólio entre as iniciativas apoiadas pela Fundação Gates para combater doenças e desigualdade, e o progresso incrível alcançado na campanha em prol da erradicação. Melinda Gates escreveu o seguinte sobre o importante papel que o Rotary tem desempenhado para livrar o mundo da doença: 
“Ficamos impressionados com as equipes de vacinadores que se arriscam para imunizar todas as crianças e nos sentimos inspirados pela infinita persistência do Rotary International. A organização já liderava esta luta muito antes de nós nos envolvermos, e continua avançando.” 
Ela acrescenta: “Ir de 350.000 para 37 casos é algo extraordinário, mas só teremos sucesso quando chegarmos a zero.” Embora alguns casos de pólio tenham sido reportados este ano, há uma chance de os mesmos serem os últimos da história. Em junho, Bill Gates fará uma palestra na Convenção do Rotary International, em Atlanta, EUA, sobre como podemos erradicar a pólio juntos.

Enviado por Luiz Carlos em Sex, 21/04/2017 - 12:43 , em

O CER - Centro de Estudos Rotários José Moutinho Duarte, sob a presidência do Rotariano Tácito de Mello, do Rotary Clube RJ Sernambetiba, realizou no último dia 17 de Janeiro de 2017 sua primeira reunião itinerante do ano, tendo como clube anfitrião o Rotary RJ Ilha do Governador e como clubes participantes os Rotary Clubes RJ Sernambetiba, RJ Guanabara-Galeão, RJ Penha e RJ Braz de Pina.

A reunião foi aberta pelo Presidente do Rotary RJ Ilha do Governador, Carlos Alberto dos Santos, que agradeceu a oportunidade por anfitrionar a reunião do CER, mencionando a importância da mesma para atualização dos Rotarianos. Em seguida passou a palavra ao Presidente do CER para o desenvolvimento da reunião. O Presidente Tácito agradeceu a oportunidade disponibilizada pelo Rotary RJ Ilha do Governador, deu as boas vindas as presentes e passou a palavra para a Diretora de Protocolo do CER, Rosângela Sodré Viana, do RC Bangu, para condução dos trabalhos.

Apresentadas as formalidades rotárias de praxe, a Diretora de Protocolo convidou o Rotariano David Luiz Ferreira, do RC RJ Rio Comprido, para apresentação de sua palestra com o tema Administração em Rotary.

Após a apresentação do Rotariano David seguiram-se perguntas dos presentes, com a finalidade de esclarecimento sobre pontos da apresentação.

A reunião contou com a participação de governadores do Distrito 4570 e a presença de cerca de 50 Rotarianos e convidados.

A seguir, imagens da reunião.

 

 

 

Enviado por Luiz Carlos em Qui, 19/01/2017 - 11:13 , em


Foto: Rotary International/Alyce Henson

 reconheceu a Fundação Rotária com seu prêmio anual de Melhor Fundação.

O prêmio homenageia organizações que mostram compromisso filantrópico e liderança através de apoio financeiro, inovação, incentivo dos outros, e a participação nos assuntos públicos. Alguns dos nomes mais ousados em doação americanas - Kellogg, Komen, e MacArthur, entre outros - foram homenageados no passado .

“Estamos honrados em receber este reconhecimento da AFP, o que nos dá ainda mais motivos para comemorar durante o ano do centenário da Fundação”, disse Kalyan Banerjee, Chair da Fundação Rotária . “O forte apoio contínuo dos Rotarianos tem nos ajudado a manter nossa promessa de um mundo livre da pólio para todas as crianças e permitir à Fundação levar a cabo a sua missão de avançar na compreensão mundial, boa vontade e paz. Estamos ansiosos por mais 100 anos de membros do Rotary tomando medidas para tornar as comunidades melhores ao redor do mundo. ”

O anúncio feito em 15 de novembro, que é reconhecido por profissionais da indústria desde os anos 1980 como o Dia Nacional de Filantropia. O prêmio será entregue no início de 2017 na conferência anual da AFP em San Francisco.

O Chair Eleito para o Conselho de Curadores da Fundação Rotária, Paul Netzel, está designado para receber o prêmio em nome do Rotary e Eric Schmelling, diretor de fundos para o desenvolvimento, falará na conferência. O evento deve atrair mais de 3.400 profissionais de nível sênior em captação de recursos de 33 países.

“Embora quase todo mundo esteja familiarizado com o Rotary, nem todo mundo pode perceber o quanto o Rotary e a Fundação Rotária tiveram impacto sobre inúmeras pessoas e comunidades em todo o mundo”, diz Jason Lee, presidente e CEO da AFP. “Em nome de todo o setor de caridade e das pessoas ao redor do mundo, todos nós da AFP temos a honra de ser capaz de reconhecer a Fundação Rotária como nosso Outstanding Foundation 2016”.

O comitê de juízes da AFP citou a campanha global do Rotary para erradicar a pólio, como fator determinante da seleção. Eles também mencionaram que o Rotary se aplica em uma abordagem metódica, intencional para suportar uma ampla variedade de causas, de fornecer água limpa e para educar a próxima geração de profissionais pela paz.

Fonte: Rotary News -15-Nov-2016

Enviado por Luiz Carlos em Seg, 28/11/2016 - 11:28 , em

Os ganhadores do Prêmio Rotary por Responsabilidade Social (a partir da esquerda): Jean-Paul Faure, Stephanie Woollard, representante do Mercantil Banco Universal Luis Calvo Blesa, Larry Wright, Annemarie Mostert, Suresh Goklaney, representante da Coca-Cola Pakistan Fahad Qadir. (Juan Silva Beauperthuy, que também ganhou o prêmio, não aparece na foto.).

Foto: Monika Lozinska/Rotary International

A escultura imponente de um homem empunhando uma espada e levantando um martelo pode ser vista do lado de fora do prédio das Nações Unidas, em Manhattan. Ao transmitir tenacidade, a obra reflete um objetivo comum do Rotary e da ONU que foi reafirmado neste último sábado, 12 de novembro: unir forças para fazer deste um mundo mais justo e pacífico.

O tema deste ano para o evento anual foi “Negócios Responsáveis, Sociedades Resilientes”, que enfatizou o papel do Rotary como rede global de líderes empresariais e profissionais que contribuem para que suas comunidades sejam mais fortes e prósperas.

O presidente do RI, John Germ, falou aos participantes: “Convertamos nossas espadas em relhas de arado”, dando o tom da reunião que teve workshops e palestras sobre ações responsáveis, e como as empresas podem contribuir ao desenvolvimento econômico e social positivo.

“É exatamente nesses assuntos que a ONU e o Rotary trabalham juntos, dando as ferramentas necessárias às comunidades e capacitando-as para que progridam”, afirmou o presidente.

Per Saxegaard, fundador e chairman da Business for Peace Foundation, de Oslo, falou sobre a complexa relação entre o mundo dos negócios e a sociedade, marcada por tensões e oportunidades. Per mencionou que apesar de existir a percepção de que o único motivador de uma empresa é a obtenção do lucro, o sucesso comercial e o progresso social estão intrinsecamente ligados.

“As necessidades sociais definem os mercados. Eu conheci vários empreendedores e todos têm algo em comum: frente a um problema eles dizem que podem resolvê-lo de forma eficiente e barata. Este pensamento é a alma do negócio. Precisamos desta atitude para vencermos os obstáculos da fome e do analfabetismo.” Per ressaltou a ambiciosa Meta de Desenvolvimento do Milênio da ONU, de eliminar a pobreza até 2030, e como as empresas podem contribuir para este fim.

Kim Won-soo, alto representante das Nações Unidas para assuntos de desarmamento, e Reza Houssaini, chefe de assuntos da pólio do Unicef, também deram palestras.

John Hewko, secretário-geral do Rotary, entregou o Prêmio Rotary por Responsabilidade Social às pessoas e empresas abaixo por suas melhores práticas de geração de emprego, treinamento e inovação.

Pessoas homenageadas:

• Juan Silva Beauperthuy (Rotary Club de Chacao, Venezuela). Há 25 anos que Beauperthuy ajuda jovens carentes por meio do programa educacional “Queremos Graduarnos”, que conta com o apoio da sua firma de engenharia e beneficia mais de 700 alunos em 18 escolas.

• Jean-Paul Faure (Rotary Club de Cagnes-Grimaldi, França). Visando oferecer treinamento e capital a novos empreendedores, Faure lançou o concurso “Le Trophée du Rotary”, o qual está em seu sétimo ano e recebe apoio de um grande banco.

• Suresh Goklaney (Rotary Club de Bombay, Índia). Goklaney, vice-chair executivo de uma fabricante de sistemas de purificação de água, liderou uma frente para fornecer água potável na zona rural e áreas urbanas carentes do país. Foram abertos alguns centros para as mulheres ganharem renda com a venda d’água.

• Annemarie Mostert (Rotary Club de Southern Africa, África do Sul). Em 2005 Mostert formou o Sesego Cares, uma entidade sem fins lucrativos de Johannesburg que oferece aulas formais, treinamento profissionalizante e técnicas de empreendedorismo e liderança a mulheres e crianças. Ela trabalhou com a TOMS Shoes no fornecimento de 1,3 milhão de pares de sapatos no país.

• Stephanie Woollard (Rotary Club de Melbourne, Austrália). Depois de conhecer sete artesãs analfabetas durante sua visita ao Nepal, Woollard fundou a empresa Seven Women para ajudar as nepalesas a fabricar e vender seus produtos no exterior. Elas também aprendem noções de informática e contabilidade. Nos últimos 10 anos, mais de 1.000 mulheres foram beneficiadas.

• Larry Wright (Rotary Club de Taylor, EUA). Wright abriu sua empresa de paisagismo graças a um empréstimo bancário obtido nos anos 1970. Em 2013, ele liderou uma campanha para adaptar um modelo de microcrédito para ajudar empreendedores de Detroit, cidade seriamente afetada pela crise financeira, oferecendo microcrédito, aulas de administração e consultoria.

Empresas parceiras homenageadas:

• Coca-Cola Pakistan tem ajudado o Rotary Pakistan National PolioPlus Charitable Trust desde 2010 na promoção de vacinações e conscientização sobre a pólio, principalmente por meio de publicidade e projetos para fornecimento de água potável no Paquistão, um dos últimos redutos da poliomielite.

• Mercantil Banco Universal apoia um projeto que já treinou 6.000 pessoas em 40 universidades da Venezuela na disciplina responsabilidade social e liderança, visando incentivar os alunos a aplicar seu conhecimento acadêmico para vencer os desafios de comunidades carentes.

Na parte da tarde, o rotariano Devin Thorpe falou sobre a intersecção do lucro e do propósito de uma empresa. Ele ressaltou que a existência de um programa corporativo voltado a ações sociais sempre traz resultados positivos, ao gerar lealdade e satisfação entre os funcionários e clientes da companhia.

“Toda corporação é formada por pessoas. Cabe a nós moldar o comportamento das empresas.”

Assista ao vídeo do evento pelo site .

Fonte: Sallyann Price-Rotary news

Enviado por Luiz Carlos em Seg, 28/11/2016 - 11:03 , em

Os companheiros do Rotary RJ Ilha do Governador, quando em viagem ao exterior, continuam visitando clubes locais, como forma de aumentar o intercâmbio rotário da amizade e desenvolver o companheirismo.

Recentemente o companheiro Sylvio Augusto Regalla Júnior visitou o Rotary Clube Benfica, em Lisboa, dia 08/11, quando de sua viagem a Portugal.

Abaixo, são apresentadas duas imagens registrando a ocasião.

Parabéns Guto, pela iniciativa.

           

                                   

Ainda no mês de Novembro, dia 18, o companheiro Walter Ferreira da Costa, Presidente Eleito para o período 2017-2018, esteve em visita ao Rotary Club of Coral Gables, em Coral Gables, Miami (www.coralgablesrotary.org), cujo Presidente 2016-2017 é o companheiro Steven P. Spann.  Na ocasião o companheiro Walter foi homenageado e teve a oportunidade de assistir palestra com o tema “Introduction to Negotiation Concepts”.Parabéns companheiro Walter

A seguir, algumas imagens da visita do companheiro Walter.

            

            

            

            

                                    

Enviado por Luiz Carlos em Seg, 28/11/2016 - 09:26 , em

A Visita Oficial do Casal Governador do distrito 4570, Guilherme dos Santos Barbosa e Mônica Carvalho Barbosa, ao Rotary RJ Ilha do Governador ocorreu no último dia 22 de Novembro.

Uma tarde/noite bastante ativa, iniciando-se com a visita ao Marco Rotário localizado na estrada do Galeão, na entrada da Ilha do Governador. Durante a visita ao Marco foi informado ao Governador o porque da localização atual em substituição ao Marco anterior, visando, entre outros motivos, tornar a imagem do clube uma parte importante do cartão de visitas da Ilha do Governador.

Após a visita ao Marco Rotário a comitiva dirigiu-se ao Hospital Municipal Nossa Senhora do Loreto, também na Ilha do Governador, para a entrega de enxovais produzidos pela Casa da Amizade da Família Rotária da Cidade do Rio de Janeiro, em razão de aquela unidade hospitalar ser cadastra pelo Rotary Ilha como uma das instituições insulanas beneficiadas pelo clube. Há que se registrar o momento de grande emoção por parte da representante da diretoria do hospital, ao receber a doação e a atenção do clube.

Em seguida, o Governador e membros do clube dirigiram-se para o Iate Clube Jardim Guanabara, local em que, no restaurante Piovezana, foi realizada a inspeção da documentação do clube pelo Secretário da Governadoria e a Assembleia com os associados. A inspeção da documentação do clube resultou em aprovação completa pelo Secretário da Governadoria e elogios por parte do Governador.

Já a Assembleia do Governador com os associados do clube foi bastante dinâmica com a apresentação de relatórios pelas Comissões e debates sobre atividades rotárias e perspectivas futuras para Rotary.

Mais tarde, às 21:00 horas, iniciou-se a Reunião Festiva para o Casal Governador, bastante concorrida, tendo sido registrada a presença de 56 pessoas, entre Rotarianos e convidados. Destaque para a presença de Governadores, Governadores Assistentes e Presidentes de clubes.

Na ocasião foram premiadas as caravanas mais numerosa e mais distante, sendo entregues os respectivos troféus ao RC Nova Iguaçu Leste e ao Rotary Clube RJ Guanabara-Galeão. Não faltaram as homenagens ao Casal Governador e à Presidente da Casa da Amizade, Iolanda Bandeira.

O Rotary RJ Ilha do Governador fez uma doação de US$100.00 para a Campanha Pólio Plus, por meio de cheque entregue pelo Presidente Carlos Roberto dos Santos ao Governador Guilherme.

A Secretária do clube, Elise Nogueira, homenageou a Primeira Dama Mônica e a Presidente da Casa da Amizade com braçadas de flores. Também homenageando a Companheira Sócia Honorária do clube, Zélia Barbosa de Castro Eharaldt e o Companheiro Sérgio Fabri pelo apoio ao desenvolvimento dos trabalhos da secretaria no atual período. A saudação ao Casal Governador foi feita pelo Companheiro Daniel D’Almeida Santiago e a Informação Rotária da noite, apresentada pelo Companheiro Paulo de Souza Pires.

A seguir são apresentadas imagens dos eventos relacionados com a Visita do Casal Governador Guilherme dos Santos Barbosa e Mônica Carvalho Barbosa.

             

                   

           

             

           

           

           

              

           

            

           

                                                           

Enviado por Luiz Carlos em Dom, 27/11/2016 - 09:22 , em

O Presidente da Comissão Marcos Antônio Alves fez a abertura do Fórum e passou a palavra para o Moderador Luiz Carlos Dias. Este fez a apresentação do palestrante Governador Newton Amaral que iniciou sua fala agradecendo o convite e a presença de todos.

Falou da situação atual de Rotary em nível mundial com relação a número de associados. Quase 50% dos clubes têm menos de 20 associados. A saída de sócios tem sido muito grande e que o Rotary só não para de crescer porque sempre são abertos novos clubes. Para que haja o surgimento de novos clubes é preciso que o Governador tome a frente e cobre dos presidentes a fundação de novos clubes.

Como Coordenador de Expansão Distrital fez algumas sugestões de ações para aumentar o número de sócios, como:

1 Passar uma lista para que os associados coloque o nome de pessoas conhecidas que seriam possíveis sócios. O Presidente entra em contato e convida para uma reunião. Preparar uma palestra bem interessante. Fazer com que a pessoa se sinta bem. No dia seguinte o responsável  por novos sócios liga para saber como foi.

2 Distribuição de folders nas empresas

3 Reunião com palestra para empresários e profissionais liberais

4 Criação de Rotaract e Interact para “treinar” novos sócios.

Ressaltou que é preciso evitar a saída de sócios pois estes podem sair falando mal do clube e principalmente do Rotary. Devemos ter entendimento quando um companheiro falta muito ou deixa de pagar a mensalidade e que isso não seja um motivo para excluir um companheiro. Isso acontece quando o clube tem um Conselho inexperiente.

Luiz Carlos Dias então abriu espaço para perguntas e discussões onde os participantes se posicionaram e propuseram ações para o Rotary Ilha aumentar o quadro associativo.

Ao final o Presidente Carlos Roberto agradeceu a presença de todos, em especial ao palestrante, presenteando-o com um livro de sua autoria.

Em seguida todos seguiram para o almoço com suas famílias.

Abaixo, fotos do fórum.

  

 

Enviado por Luiz Carlos em Ter, 25/10/2016 - 13:59 , em

O primeiro salto de paraquedas de Noel Jackson foi a 4.000 metros de altura e nada teve a ver com arrecadação de fundos para a erradicação da pólio. 

O dentista de Michigan, nos EUA, recebeu o salto de presente dos seus funcionários pois eles sabiam que ele gostava de se aventurar.

“A adrenalina da queda livre é algo que nunca vivenciei antes. A velocidade é inacreditável. Não dá tempo nem de saber se você está gostando ou não", conta Jackson, do Rotary Club de Trenton, a respeito do seu primeiro salto, junto com um paraquedista profissional. 

Mas ele gostou da sensação. Gostou tanto que concordou em saltar novamente com Shiva Koushik, um rotariano e amigo do Canadá. 

Os dois estavam esperando pelo salto quando suas esposas tiveram a ideia de incluir outras pessoas e arrecadar fundos para a luta contra a pólio.

Assim, em agosto de 2014, com um salto em Michigan, eles arrecadaram US$15.000 para a campanha. Com a equiparação de 2:1 da Fundação Bill e Melinda Gates, a iniciativa totalizou US$45.000 para a causa. 

Desde 1985, o Rotary já contribuiu mais de US$1,5 bilhão e inúmeras horas de trabalho voluntário para vacinar crianças contra a doença. Desde então, os casos de pólio caíram em 99,9% e apenas três países continuam endêmicos: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. Embora o Dia Mundial de Combate à Pólio, 24 de outubro, seja uma ótima oportunidade para lembrar o mundo da necessidade de terminarmos o nosso trabalho, a arrecadação de fundos e o aumento da conscientização pública são iniciativas que devem acontecer o ano inteiro. 

Quanto mais, melhor 

Julie Caron, associada do Rotary Club de Toronto Skyline, ouviu sobre os planos para o evento de Michigan depois de ter sido convidada a fazer uma apresentação no treinamento de líderes do distrito de Koushik.  

“Estávamos numa sala depois da conferência quando Koushik começou a falar sobre o salto", conta Caron. "Ficamos super entusiasmados e concordamos em participar." 

“Eu não gosto de voltar atrás quando digo que vou fazer alguma coisa, mesmo que seja no meio da noite", explica. Então, ela começou a arrecadar fundos e foi a Michigan para o salto. 

A rotariana também levou a ideia para o seu próprio clube, cujos associados são, em grande parte, jovens profissionais em busca de coisas divertidas para fazer. E em julho, dez associados do clube de Toronto Skyline e de outros Rotary Clubs vizinhos saltaram de paraquedas e arrecadaram fundos para a erradicação da pólio. 

Caron espera que o evento se torne uma tradição anual.  

“A erradicação da pólio é, com certeza, uma causa que eu gosto muito", ela conta. "Não é uma campanha de arrecadação difícil de se organizar. Você liga para as pessoas, escolhe um lugar e começa a perguntar se elas preferem saltar ou fazer uma doação". 

Jackson, que saltou do avião com sua fantasia de "Capitão Rotary", diz que angariou, sozinho, US$4.700 para a campanha de Michigan usando a tática de Caron. 

“Eu chegava para as pessoas e contava que ia saltar de paraquedas em prol da erradicação da pólio e dava a elas duas opções", conta Jackson. "Eu explicava que estava pagando US$180 do meu próprio bolso para saltar e, se elas não quisessem fazer o mesmo, teriam que pelo menos doar US$180. A maioria das pessoas concordava." 

Voando como um pássaro 

Koushik e sua esposa também contribuem de outras maneiras para a erradicação da pólio. Eles fizeram várias viagens, por meio do distrito, para vacinar crianças no Afeganistão, Paquistão e Índia – país do que qual emigraram para o Canadá 30 anos atrás. Além disso, estão planejando participar da campanha nacional de vacinação do Paquistão, no ano que vem. 

No entanto, o salto de paraquedas tem um lugar especial no coração de Koushik. 

“Foi um dos pontos altos da minha colaboração para a erradicação da pólio", afirma. "É uma sensação de liberdade. Logo que você pula do avião, não dá para ter uma ideia clara do que está acontecendo. Você está em queda livre e tudo acontece muito rápido. Mas assim que o paraquedas abre, você olha ao redor e fica maravilhado. É ótimo se sentir livre como um pássaro."  

Por Arnold R. Grahl - Rotary News & Features

Enviado por Luiz Carlos em Sáb, 15/10/2016 - 08:35 , em