Rotary RJ Ilha do Governador

O Rotary Faz a Diferença

Inovar é preciso quando se trata do quadro associativo

Michael McQueen, rotariano, autor e fundador do Nexgen Group, fala aos nossos governadores eleitos sobre como manter o Rotary relevante. Foto: Rotary International/Monika Lozinska

Fortalecer o nosso quadro associativo não é apenas uma tarefa importante para os governadores eleitos, mas essencial. Esta foi a mensagem que eles ouviram de diversos oradores na Assembleia Internacional, em San Diego. 

Para conseguirmos mais associados, precisamos estar dispostos, por exemplo, a diminuir a rigidez dos protocolos nas reuniões e tomar as medidas necessárias para atrairmos um segmento demográfico mais jovem.  

De acordo com líderes da nossa organização, 70% dos rotarianos têm idade igual ou superior a 50 anos, enquanto metade da população mundial tem menos de 30. "Este contraste não deve ser temido, mas considerado", disse Michael McQueen, rotariano e autor que estuda mudanças sociais, cultura juvenil e questões culturais, e cuja firma de consultoria - o Nexgen Group - especializa-se em mudanças e tendências sociais. 

Para engajar os jovens, ele afirmou que se manter relevante é fundamental, citando três estratégias usadas por organizações de sucesso: reavaliação, reestruturação e reposicionamento. 

"Mas para sermos relevantes, não devemos abrir mão daquilo em que acreditamos", ressaltou McQueen. Os valores, as prioridades e a dedicação do Rotary não devem mudar nunca. "Qualquer organização que esteja disposta a abrir mão de sua essência em nome da relevância não durará", explicou o associado do Rotary Club de Crows Nest, Austrália. 

Nosso secretário-geral, John Hewko, expressou pontos de vista semelhantes em seu discurso. Ele disse que os associados vêm alcançando muitas conquistas, mas perguntou o que "estão dispostos" a fazer para tornar o Rotary mais forte. 

"Peço a todos vocês que, no próximo ano rotário, promovam a ideia de fazermos tudo o que pudermos no Rotary, não simplesmente aquilo que é confortável, fácil ou habitual", explicou. "Sejam defensores de mudanças positivas, duradouras e bem pensadas." Ele acrescentou que apesar de termos muitas tradições no Rotary, elas foram criadas por nós mesmos e, por consequência, podem ser mudadas se deixarem de ter um propósito.  

McQueen recomenda que adaptemos certas tradições, procedimentos e protocolos que "podem ser exatamente aquilo que nos faz perder a relevância". 

Em seu país, Austrália, três associados do Rotary Club de Toronto Sunrise estão compartilhando as responsabilidades da presidência. As habilidades e ideias dos três líderes têm gerado muitas mudanças, inclusive um aumento de 25% no quadro associativo. 

De acordo com McQueen, mudança e inovação são geradas por pessoas com perspectivas novas. Podemos ouvir boas ideias de associados recém-admitidos, oradores, familiares e mesmo crianças que acompanham os pais às reuniões. 

Quanto aos jovens, ele disse que representam uma grande oportunidade para esta organização do ponto de vista de crescimento do quadro associativo. "Eles são ambiciosos, gostam de conhecer pessoas novas e, ao contrário da crença popular, têm um forte senso de dever cívico." 

Aumentar o quadro associativo é uma das principais metas do presidente Gary Huang. Ele disse que engajar os jovens, convidar mais mulheres aos clubes e aceitar mudanças de braços abertos são aspectos importantes para aumentarmos e mantermos o número de associados. 

Ele ressaltou que "às vezes basta convidar as pessoas para se associarem". Desde que iniciou o seu mandato, em 1º de julho, Huang recrutou diversos oficiais do governo durante suas viagens, entre eles Ed Royce, deputado da Califórnia (EUA), Mulenga Sata, vice-prefeito de Lusaka (capital da Zâmbia), e Beatrice Lorenzin, ministra da saúde da Itália.  

O presidente eleito, K.R. "Ravi" Ravindran, aplaudiu o trabalho incansável de Huang, chamando-o de "exército de um homem só" na promoção do quadro associativo. 

"Todos vocês estarão ocupados no ano que vem, mas peço que adquiram o hábito de convidar outras pessoas para se associarem", pediu Huang. "Alguns dirão não, mas não tem problema. Só não quero que digam que não são rotarianos por falta de convite."

Fonte: Por Ryan Hyland - Rotary News

Enviado por Luiz Carlos em Dom, 15/02/2015 - 09:53 , em