Rotary RJ Ilha do Governador

O Rotary Faz a Diferença

A criação dos Distritos

Foi na Convenção de Duluth (Minnesota, EUA), realizada de 6 a 9 de agosto de 1912, que pela primeira vez se tentou agrupar os Rotary Clubs por região. Naquela oportunidade, foram criadas “Divisões”, cada uma supervisionada por um Vice-Presidente: Leste, Oeste, Sul, Centro, Pacífico, e mais um para cada país onde houvesse um Rotary Club. Ao todo foram estabelecidas oito Divisões, sendo cinco nos Estados Unidos, duas no Canadá e uma para Grã-Bretanha e Irlanda.

Conta-se que os Distritos foram idealizados por H. J. “Bru” Brunnier - o marido da primeira “Rotary Ann” - um ativo rotariano do RC de São Francisco. Em 1914, durante uma viagem de trem em que retornava de uma conferência que reuniu clubes de seis cidades em Tacoma, Washington, ele acordou no meio da noite e pediu a um funcionário do trem uma tabela de horários da ferrovia, que continha um mapa dos Estados Unidos. Marcou no mapa a posição dos clubes (que já contavam mais de cem na ocasião) e os agrupou, levando em conta a malha ferroviária que os interligava, em 13 regiões.

Na Convenção de 1915, que se realizou em São Francisco de 18 a 23 de julho, o mapa de “Bru” serviu de base para a discussão, que determinou a criação de 19 distritos de Rotary, durante uma “Mesa Redonda”: quinze nos Estados Unidos, três no Canadá e um nas Ilhas Britânicas. No mesmo dia, mais tarde, delegados dos distritos recém-criados se reuniram para indicar os respectivos Governadores, que substituiriam a função dos Vice-Presidentes que até então coordenavam as Divisões.

A mesma Convenção tomou também algumas decisões quanto ao funcionamento dos Distritos e às atribuições de seus Governadores. Eles seriam indicados por delegados dos respectivos clubes durante uma reunião em seus distritos e eleitos na Convenção anual, tornando-se então oficiais da Associação Internacional de Rotary Clubs. A Convenção porém, não teria autonomia para indicar nenhum governador, apenas para ratificar as indicações dos delegados. Aos governadores caberia então a tarefa de encaminhar junto aos distritos as orientações da Associação Internacional, assim como desenvolver os clubes e supervisionar a organização de novos.

Posteriormente, novas divisões de distritos foram sendo efetuadas periodicamente, devido ao constante aumento do número de clubes em todo o mundo. Em 1939, como forma de agrupar os distritos para efeito de eleições de diretores, foi criado um novo nível organizacional, as Zonas. Inicialmente, foram definidas 5 Zonas nos Estados Unidos, e com o tempo novas zonas foram criadas em todo o mundo.

Periodicamente também, a composição das Zonas é revista de forma que todas contenham sempre aproximadamente o mesmo número de rotarianos.

Fonte: Boletim Semanal nº 28 do RC do Rio de Janeiro - Eduardo Muniz Werneck

Enviado por Luiz Carlos em Ter, 03/02/2015 - 12:34 , em