Rotary RJ Ilha do Governador

O Rotary Faz a Diferença

A Escola Especial Rotary Club

O que é a Escola Especial Municipal Rotary Club? A Escola pertence à rede de ensino do município do Rio de Janeiro, sendo um Centro Ocupacional especializado para atendimento a crianças excepcionais. Ao término de 2002 a Escola Especial atendeu cerca de 150 crianças especiais, tendo-se a previsão de atendimento a aproximadamente 170 crianças durante o ano de 2003. O Rotary Rio de Janeiro Ilha do governador patrocinou a construção da Escola. Posteriormente, por contrato celebrado entre o Rotary RJ Ilha do Governador e a Prefeitura do Município do Rio de Janeiro, em 1983, o qual foi renovado em 1998 por mais 15 anos, o Rotary Ilha passou a ser responsável pela manutenção da Escola, promovendo a realização de inúmeras obras visando aumentar o conforto e bem-estar das crianças especiais.

Vários companheiros rotarianos do Clube dedicam graciosamente seu tempo à atenção da Escola, promovendo melhorias operacionais e obtendo meios para implementar novas facilidades entre as quais pode-se destacar a cobertura da quadra esportiva que trouxe ganhos incomensuráveis ao desenvolvimento das atividades escolares, ampliando significativamente o espaço útil quando da ocorrência de chuvas. Obras hidráulicas e elétricas já foram realizadas na Escola com o apoio do Rotary Ilha.

Os planos do Clube para os próximos períodos rotários incluem a atualização dos equipamentos escolares, com vistas a trazer melhorias operacionais à Escola. Estas obras revestem-se de grande importância para o desenvolvimento da cidadania das crianças que lá se ocupam, para o quê o Rotary Ilha vem procurando o apoio de empresas que desejem contribuir com algum patrocínio.

A Escola Especial Municipal Rotary Clube também dedica carinhosa atenção a crianças abrigadas na Casa do Índio/RJ, localizada na Ilha do Governador e dirigida pela rotariana Eunice Cariry, do Rotary Clube RJ Guanabara. A Escola recebe em seu corpo discente crianças de origem indígena, dedicando-lhes atenção especial, necessária ao desenvolvimento e integração das mesmas à sociedade, conforme pode ser verificado em menção constante da página da FUNAI na Internet, no endereço http://www.funai.gov.br/ultimas/materias/abri_indios.htm. Destaca-se em artigo ali apresentado por Leilane Alves, titulado "Índios em casa - Casa do Índio/RJ supera dificuldades", o trecho "Cinco crianças em idade escolar moram na Casa do Índio e, graças ao esforço da equipe, conseguiram vaga para receber ensino especial. Vanderlei, por exemplo, da etnia Guarani de São Paulo, está na casa desde 1995. Ele sofre de deficiência neurológica, tem 10 graus de miopia e é albino. Estudou três anos em escola normal (ACM/ILHA), no entanto, por dificuldade de aprendizado, ingressou no ensino especial em 2002. Tatiane, 8 anos, e Cristiane, 12, também estão recebendo ensino diferenciado na Escola Municipal Especial Rotary."

Enviado por Luiz Carlos em Qua, 14/06/2006 - 11:47