Rotary RJ Ilha do Governador

O Rotary Faz a Diferença

O Centro Ocupacional Rotary Club

O Centro Ocupacional Rotary Club, foi criado através do interesse de alguns companheiros do Rotary Ilha do Governador, em patrocinar uma obra social. Em festa organizada no dia 28 de outubro de 1969, pelo companheiro Armando Salgado, a idéia foi lançada e aprovada pelo conselho Diretor do clube, tendo sido designado para coordenar o empreendimento o companheiro Menna Barreto. Recebeu o nome inicial de Centro Social Rotary Club Ilha do Governador. Em Boletim datado de 4 de novembro de 1969, Dario e Menna Barreto falaram sobre a obra de grande envergadura e sua significação social, convocando uma participação de toda a comunidade.

Em 11 de novembro deste ano, foi realizada consulta entre os associados do Clube, com a finalidade de escolher a obra social que seria implantada. Pelo voto consciente dos companheiros presentes à reunião, o resultado foi o seguinte: creche (17 votos), asilo para idosos (8 votos) e orfanato (3 votos). Assim começou uma longa e proveitosa história que resultou com a inauguração em 1975, do Centro Ocupacional, hoje Escola Especial Municipal Rotary Club. Vale a pena conhecer um pouco desta história.

Entusiasmo e confiança ficaram registrados com os fundos iniciais “Grande Empreendimento” – doação da renda obtida nas promoções feitas pelas esposas dos rotarianos. A renda líquida das promoções patrocinadas pelas esposas dos rotarianos, Cr$ 1.726,00, foi destinada a constituir os fundos iniciais para o “Grande Empreendimento”. A expontaneidade do gesto, ficou registrado como o símbolo do entusiasmo e da confiança.

Em outubro de 1970 o companheiro Regalla ofereceu os serviços de limpeza e terraplanagem do terreno a ser ocupado pelo Centro Social Rotary ilha do Governador, por intermédio do Corpo de Fuzileiros Navais. Em julho de 1971, foram iniciadas, no Rotary Club RJ Ilha do Governador, os debates com vistas ao lançamento da pedra fundamental do Centro de Assistência Social Ilha do Governador.

Aproximadamente 3 anos depois, em janeiro de 1974, o Companheiro Dario, presidente da Comissão de Estudos de Viabilidade de construção no terreno da Rua Cambaúba, 159 apresentou planta e projeto para construção de um centro ocupacional para ser entregue o seu uso ao Instituto de Educação do Excepcional, da Secretaria de Educação e Cultura do Estado da Guanabara. Na ocasião foi aprovada, pelo Conselho Diretor, a execução da obra do Centro Ocupacional. O orçamento e cronograma físico-financeiro para a obra do Centro Ocupacional foi apresentado ao Conselho Diretor em 23 de abril de 1974, ocasião em que houve a aprovação da execução da obra pela empresa J.F. Monteiro, com um orçamento inicial totalizando  Cr$ 77.000,00.

A partir de julho de 1974 começaram os diversos movimentos para reunir os recursos financeiros e materiais necessários para a execução da obra. O Companheiro Sylvio Augusto Regalla teve a seu cargo a organização do Baile de Aniversário comemorativo dos 10 anos de fundação do Clube, cuja renda seria destinada integralmente à conclusão da obra do Centro Ocupacional. Ainda em julho de 1974 foi aprovado pelo Conselho Diretor a confecção de cupões impressos, no valor de Cr$ 10,00 cada e distribuição dos mesmos a cada Companheiro, no valor total de Cr$ 500,00, a fim de obter fundos para aquisição de materiais para a obra.

Em junho de 1975, no dia 17, às 20:30 horas, o Centro Ocupacional, para atendimento a crianças excepcionais, foi inaugurado com Reunião Festiva, constando a inauguração do decreto Lei de 10/06/75. estava presente o então Secretário de Educação do Município do Rio de Janeiro, Professora Therezinha Saraiva. Na ocasião foi apresentado histórico da obra, abrangendo desde a idéia inicial, até a sua inauguração

Inauguração do Centro Ocupacional  A foto ao lado mostra solenidade de inauguração do Centro Ocupacional.

Em Ofício datado de 18 de março de 1975, a Diretora do Instituto Helena Antipoff, Sra. Martha A. L. Nascimento, traduzia sua satisfação pela inauguração do Centro Ocupacional:

 “No momento em que vemos concluído o Centro Ocupacional da Ilha do Governador, a nossa satisfação é imensa e a nossa gratidão bem maior, gratidão a esta benemérita Instituição que tão bem soube compreender o nosso ideal, que tem como objetivo o excepcional. Esta nova Unidade escolar possibilitará um atendimento a maior número de alunos e, conseqüentemente, a ampliação do trabalho que desenvolvemos. Não sabemos como expressar nosso agradecimento, mas creio que a melhor maneira é trabalhar com entusiasmo e dedicação pela causa que abraçamos, certos do incentivo daqueles que também são entusiastas, quando se trata de um nobre fim.

Mais uma vez apresentamos o nosso agradecimento, pedindo bênçãos de Deus para todos aqueles que nos proporcionam esta alegria.

Atenciosas saudações.

Martha A. L. nascimento/ Diretora do EEx”

Logo após a inauguração o Rotary Club RJ Ilha do Governador enviou à Diretora do Instituto de Educação de Excepcionais correspondência comunicando a conclusão da obra e fazendo a entrega formal à direção do Instituto.

A dedicação ao Centro Ocupacional, por parte do Rotary Clube RJ Ilha do Governador não terminou com a inauguração do mesmo. Em março de 1976 o Conselho Diretor aprovou a realização de obras de complementação do Centro Ocupacional, inclusive com a instalação de portões e com valor orçado de Cr$ 45.000,00. Em seqüência, no mês de janeiro de 1977, o Conselho Diretor aprovou, por unanimidade, a construção de uma sala no Centro Ocupacional, com 25 m2, no valor estimado de Cr$ 38.000,00, com fornecimento de material e mão-de-obra pela construtora, deduzido o material fornecido diretamente pelo Clube. Logo em seguida, em fevereiro de 1977, o conselho diretor aprovou a realização de Festa Junina e apresentação de um espetáculo de balé a serem realizados nos dias 25 e 26 de junho, com ingresso ao valor de Cr$ 5,00, em benefício das obras do Centro Ocupacional. Em 18 de outubro de 1977, a primeira Dama do período, Sra. Maria Luiza, esposa do presidente Milton Rodrigues, doou ao centro ocupacional a renda do Desfile de Modas, no valor de Cr$ 38.000,00.

No ano de 1979, dando continuidade à assistência prestada ao Centro Ocupacional, o Rotary Ilha do Governador inaugurou uma sala oficina e 6 novos banheiros para uso pelos alunos do Centro.

O trabalho desenvolvido por nosso clube foi reconhecido pelo Superintendente de Programas Integrados da FUNABEM, em Ofício enviado ao presidente Daniel Santiago, com o seguinte teor.

“Prezado Sr. Presidente.

Pelo presente passo às mãos de V.Sa. relatório da visita ao Centro Ocupacional Rotary Club, realizado pela equipe técnica responsável pelo trabalho para excepcionais na FUNABEM. Quero reafirmar a posição de nossa equipe no que diz respeito à qualidade do trabalho ali desenvolvido. Gostaria que V.Sa. levasse nossas impressões aos demais associados do Rotary no sentido de que pudessem se cientificar de quão valiosa tem sido sua participação em prol da criança carente. Espero que o trabalho do Rotary Club da Ilha do Governador sirva de estímulo a outros Rotary visto que é um modelo a ser seguido. Parabenize a equipe do centro pela dedicação, empenho e nível técnico com que desenvolvem o trabalho. Um abraço fraterno do já amigo e admirador.”

No ano de 1981, o hoje nosso Companheiro Giuseppe Crispino, então na Secretaria de Obras do Município do Rio de Janeiro, providenciou a iluminação do Centro Ocupacional.

No ano de 1986, o Rotary Clube RJ Ilha do Governador e a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro assinaram Termo de Cessão de Uso do imóvel onde está instalado o Centro Ocupacional, com validade por 10 anos. Este Termo vem sendo renovado sucessivamente, sendo que o próximo vencimento deverá ocorrer em 7 de janeiro de 2007. Por este Termo, o Rotary Ilha do Governador assume, junto à Prefeitura da Município do Rio e Janeiro os compromissos a seguir relacionados e que vêem sendo cumpridos com rigor.

Do Termo de Cessão de Uso podem ser destacadas os seguintes pontos, constantes do texto completo do mesmo. O Rotary Club Rio de Janeiro Ilha do Governador usará o imóvel para funcionamento de uma escola voltada exclusivamente para o atendimento de alunos portadores de necessidades educativas especiais, com integração dos alunos de primeira série, classes de alfabetização e classes de educação infantil, vedado qualquer outro uso; se obriga a atuar em co-gestão com a Administração Municipal para o funcionamento da Escola Especial Municipal Rotary Club, responsabilizando-se, notadamente, pela parte física construtiva.

A Escola atende crianças na faixa etária entre 3 e 21 anos, com um total de 152 alunos, em 2004 e está vinculada à 4ª Coordenadoria Regional de Educação.

Com um trabalho pautado no Construtivismo e tendo no CONSTRUINARTE o seu Projeto político Pedagógico, é empenho da Unidade escolar que cada aluno cresça e realize no seu dia-a-dia, experiências concretas e enriquecedoras, em um currículo plenamente vivenciado e aproveitado por todos.

Os 30 anos vividos pela nossa Escola são 30 anos de dedicação e carinho dos professore e funcionários aos seus alunos. São 30 anos de crescimento múto, de amor recíproco, de doação constante. A nossa escola, sente-se orgulhosa em contar com amigos e colaboradores fiéis, com uma comunidade participativa e atuante, com funcionários tão comprometidos com o nosso propósito, numa relação fraterna, com responsabilidade, e um alto grau de disponibilidade e respeito mútuo.

É uma relação afetiva, descontraída, onde vemos os alunos expressarem a sua curiosidade, a sua dúvida e o seu medo, que os sentimos construir a imagem de que são amados, capazes, criativos e seguros.

 

Enviado por Luiz Carlos em Seg, 04/09/2006 - 22:02