Rotary RJ Ilha do Governador

Seja um Presente para o Mundo

Seja um Presente para o Mundo

Na 42ª reunião do G7 realizada entre 26 e 27 de maio de 2016, em Ise-shima, Japão, os líderes mundiais discutiram as questões mais prementes no mundo hoje. Como parte de uma agenda ambiciosa de saúde global, iniciada pelo governo do Japão, os líderes do G7 discutiram a pandemia e a  resposta à emergência de saúde pública, à resistência antimicrobiana e à cobertura de saúde universal. A Declaração oficial dos líderes destacou a importância da erradicação da pólio e o compromisso dos líderes do G7 para com a pólio também foi refletida na visãode Saúde Global, em Ise-Shima. O G7 sublinhou as significativas contribuições que estão sendo feitas por ativos relacionados com poliomielite, recursos e infraestrutura para fortalecer os sistemas de saúde e atingir a cobertura de saúde universal. O relatório de progresso do G7, que reviu os compromissos assumidos em anos anteriores, também realçou progressos obtidos em direção a erradicação global, suas contribuições para este esforço e a necessidade de US$ 1,5 bilhões para alcançar a certificação global de um mundo livre da pólio.

Fonte:  Global Polio Erradication Initiative News - Maio 2016

Foto: Cortesia G7

Enviado por Luiz Carlos em Dom, 12/06/2016 - 10:10 , em

Homenagem a JoanildeO Rotary RJ Ilha do Governador, no último dia 31 de maio do corrente ano comemorou o Dia das Mães, em reunião festiva, com a presença de esposas dos associados, ocasião em que foi homenageada como mãe do ano a esposa do Companheiro Sylvio Regalla, a ex-companheira Joanide Rates Regalla. Joanilde foi saudada pela Companheira Laíse Cavadas Monteiro, do Rotary Clube RJ Guanabara-Galeão, ela que é esposa de nosso Companheiro José Fernandes Monteiro Jr.

Outro destaque da reunião foi a homenagem por Mérito Profissional prestada a Doutora Maria
 Angélica Rates Regalla, Doutora em Saúde Mental, ex-interactiana e ex-rotaractiana do Ilha do Governador. A homenagem prestada baseia-se nos relevantes serviços prestados pela Doutora Maria Angélica não só em ações desenvolvidas pelo Rotary RJ Ilha do Governador junto às comunidades insulanas, como também por trabalhos meritórios em sua profissão. A saudação à Doutoura Maria Angélica foi feita pelo Companheiro José Ferreira dos Santos. Justa e merecida homenagem.

Como ponto culminante da reunião foram empossados dois novos Companheiros: Sylvio Augusto Regalla Júnior, com a classificação Advocacia Comercial, apadrinhado pelo Companheiro Sylvio Augusto Regalla,seu pai e Water Ferreira da Costa, com a classificação Técnico em Manutenção de Aeronaves, apadrinhado pelo Companheiro Sérgio Mauricio Fabri.

Após a leitura do Termo de Posse dos novos Companheiros, feita pelo Companheiro Secretário Aníbal dos Santos Fernandes, colocação dos respectivos pins de Rotary na lapela de cada um, pelos padrinhos, leitura da prova Quádrupla pelo novo Companheiro Sylvio Regalla Júnior e dos objetivos de Rotary pelo novo Companheiro Walter Ferreira e palavras de cada um dos empossados, o Presidente Luiz Carlos Alves declarou empossados os novos Companheiros.

A seguir imagens reportando a reunião festiva.

   


Enviado por Luiz Carlos em Qui, 02/06/2016 - 15:42 , em

Com apenas 11% de rotarianos com menos de 40 anos de idade em todo o mundo, o futuro de muitos clubes poderá depender do recrutamento de jovens da geração do milênio.
Globalmente, há cerca de dois bilhões desses jovens, os quais são definidos de várias formas, mas identificados pelo Escritório do Censo dos EUA como pessoas nascidas entre 1982 e 2000.
Eles têm muito a oferecer ao Rotary. Tendo crescido em uma época de mudanças constantes, tremendos avanços tecnológicos
e maior acesso ao mundo, esses jovens estão especialmente equipados para manter o ritmo das tendências globais e atender necessidades comunitárias.
Eles são generosos e estão dispostos a servir como voluntários. Segundo o relatório de pesquisa sobre o impacto da geração do milênio de 2015, produzido pela agência Achieve, 84% dos respondentes afirmaram ter feito doações beneficentes no ano anterior, enquanto 70% prestaram serviços voluntários.
Como o seu clube pode se tornar mais atraente para esses jovens?
Quando nós lhes perguntamos, eles mencionaram três fatores como os mais importantes para sua geração.
OPORTUNIDADES DE LIDERANÇA
No relatório da Achieve, 77% dos respondentes disseram que estariam mais propensos a servir como voluntários se seus talentos e conhecimentos pudessem ser usados para uma causa.
Emmanuel Rey, 31 anos de idade e associado do Rotary Club de Villa Devoto, Argentina, reflete essa atitude. Ele diz que os jovens da sua geração não querem ficar nos bastidores, mas sim entrar em ação. Um ano após tornar-se rotariano, Rey foi indicado como presidente da Comissão Distrital do Rotaract. Como ex-rotaractiano, ele achou que a função lhe serviu perfeitamente.
“A oportunidade que me deram aprimorou a minha posição no Rotary e minha experiência no clube”, diz ele. “Associados da
minha idade se afiliam porque querem ajudar a comunidade e desenvolver habilidades pessoais.
Um clube que coloca jovens em cargos de responsabilidade logo após seu ingresso abre as portas para que eles contribuam, ao
mesmo tempo em que se torna mais equilibrado. Todos lucram.”
PREÇOS ACESSÍVEIS
Karthik Kittu ingressou no Rotary Club de Bangalore Southwest, Índia, porque as cotas eram razoáveis. Kittu, 33, diz que, depois de quase 12 anos como rotaractiano, ele estava animado com a possibilidade de se tornar rotariano, mas as cotas nos clubes de sua área eram altas demais.
“Jovens da minha idade estão no início de suas carreiras e não ganham necessariamente muito dinheiro. Eles estão constituindo família e comprando casa própria.
Nem sempre contam com renda excedente”, explica Kittu.
ENVOLVIMENTO FAMILIAR
A cada quatro reuniões, o clube realiza uma noite da família.
Cônjuges e crianças vêm jantar e participam de jogos e outras atividades do clube. “Envolver um membro da família no clube torna o Rotary mais abrangente”, diz Kittu.
“Inclusão é importante à minha geração. Queremos compartilhar nossas experiências.” Para ele, os jovens da geração do
milênio querem transformar vidas, ver resultados do seu trabalho e criar uma ampla rede de amigos e contatos profissionais. O Rotary é uma plataforma perfeita para isso, cabe aos clubes se adaptarem para atrair essa geração.

Fonte: Rotary Leader - Maio 2016

Enviado por Luiz Carlos em Sáb, 28/05/2016 - 14:25 , em

Realizada no dia 07 de maio do corrente ano, na Paróquia Nossa Senhora do Loreto, a XXVII Feira da Saúde e Cidadania, promovida pelo Rotary RJ Ilha do Governador com o apoio da SOMEI - Sociedade dos Médicos da Ilha do Governador, reeditou o grande sucesso de anos anteriores.

O evento conta com a colaboração/participação de diversas instituições parceiras do Rotary RJ Ilha do Governador, visando atender às comunidades carentes da ilha do Governador e proporcionar uma melhora para a saúde e o bem-estar das mesmas.

Tal como em anos anteriores, o já referido sucesso está caracterizado pelos números obtidos com a estatística realizada ao final do evento, que apresentou no ano de 2016 um total de 1.778 procedimentos, assim distribuídos.

 PROCEDIMENTOS  Nº de ATENDIMENTOS
 - Exame de glicose
300
 - Aplicação de flúor
 132
 - Distribuição de escovas dentárias, com orientação
 200
 - Aferição de pressão arterial
 341
 - Avaliação física pela ACM
 118
 - Orientação jurídica
 31
 - Orientação de emprego e Carteira de Trabalho
 220
 - Exames oftalmológicos
 59
 - Auriculoterapia
 40
 - Atendimentos médicos
 25
 - Fornecimento de medicamentos
 180
 - Massagem terapêutica
 12
 - Maquiagem artística (Tio Cado)
 60
 - Pesquisa acadêmica sobre queda de idosos
 20
 - Clínica da Família
 40



Enviado por Luiz Carlos em Sex, 20/05/2016 - 13:37 , em

O Conselho de Legislação (COL) de 2016 certamente será lembrado como o mais progressista da nossa história. Não apenas os delegados votantes aprovaram propostas para dar mais flexibilidade aos clubes quanto a reuniões e quadro associativo, como também aprovaram um aumento da cota per capita de US$4 por ano, pelo período de três anos. Com este aumento conseguiremos aprimorar o nosso website e ferramentas digitais, e acrescentar programas e serviços que visem o aumento do número de associados.

A cada três anos, representantes de todos os distritos rotários se reúnem em Chicago para o COL, evento essencial à governança do Rotary. Os participantes votam propostas para alterar normas que regem a nossa organização e seus clubes membros, sendo que as propostas aprovadas entram em vigor no dia 1° de julho em seguida ao COL.

A tônica do evento deste ano na flexibilidade teve início com duas propostas do Conselho Diretor, que foram aprovadas. A primeira contempla que, desde que os associados se encontrem no mínimo duas vezes por mês, eles podem variar o horário de suas reuniões, decidir quando cancelá-las e se elas serão presenciais ou pela internet. A segunda dá liberdade aos clubes para escolherem suas próprias regras e requisitos de quadro associativo.

Foi também aprovada a substituição de seis critérios de quadro associativo constantes dos Estatutos do Rotary por um requisito bem simples: o rotariano tem que ser somente uma pessoa de bom caráter e de boa reputação em sua ocupação profissional ou na comunidade que tenha o desejo sincero de servir.

O aumento de US$4 das cotas per capita foi baseado na previsão financeira de cinco anos, que apontou que se o Rotary não aumentasse as cotas ou não fizesse cortes drásticos, até o ano de 2020 suas reservas ficariam abaixo do nível exigido. A cota per capita a ser enviada pelos clubes ao RI será US$60 em 2017-18, US$64 em 2018-19 e US$68 em 2019-20. Caberá ao próximo COL avaliar as cotas novamente.

“Estamos vivendo uma época em que temos que pensar seriamente no nosso futuro”, enfatizou o vice-presidente do RI, Greg Podd. 

Podd disse que o aumento das cotas permitirá ao RI aprimorar as páginas do Meu Rotary, criar recursos para os clubes, simplificar a apresentação de relatórios por parte de clubes e distritos, expandir o acesso dos rotaractianos ao nosso site, aprimorar nosso sistema e oferecer uma experiência melhor de Rotary aos associados.

Outras decisões importantes tomadas no COL:

  • Um Conselho de Resoluções se reunirá anualmente para considerar recomendações ao Conselho Diretor do RI. Seus membros servirão por três anos e participarão do Conselho de Legislação no último ano do seu mandato. O Conselho de Resoluções permitirá ao COL se concentrar mais nas propostas de emenda, que têm o poder de alterar os documentos estatutários do Rotary. Os proponentes estimam que o COL será reduzido em um dia por não ter mais que considerar propostas de resolução, significando uma economia de US$300.000.
  • Os rotaractianos poderão continuar no seu clube e também se associar a um Rotary Club. A razão para aprovar a respectiva proposta foi que pouquíssimos rotaractianos (cerca de 5%) acabam se associando a um Rotary Club. O motivo para tal é que muitos não querem sair do seu Rotaract Clubs antes da época devida, que é quando completam 30 anos de idade. Esperamos, com esta medida, aumentar o número de jovens líderes no Rotary.
  • A distinção entre clubes tradicionais e e-clubs foi eliminada. Como os clubes passaram a se reunir de formas variadas, o COL decidiu que tal distinção se tornou desnecessária. Os clubes que têm o termo “e-club” em seu nome poderão mantê-lo.
  • A referência à taxa de admissão será retirada do Regimento Interno. Os proponentes argumentaram que esta referência não contribui à imagem de um Rotary moderno.
  • Foi criada uma comissão permanente para tratar assuntos do quadro associativo. e a erradicação da pólio foi reafirmada como sendo meta da mais alta prioridade para nós.

Saiba mais sobre o

Enviado por Luiz Carlos em Sáb, 23/04/2016 - 10:56 , em

A cada três anos, representantes de todos os distritos, também chamados de delegados, se reúnem em Chicago para votar em propostas de legislação. O Conselho de Legislação (COL) é parte essencial da governança do Rotary.

Confira atualizações ao vivo diretamente do Conselho de Legislação (em inglês). Para visualizá-las, mude o idioma no canto superior direito da tela.


Resumo diário, abril de 2016

Dia 14

Foi aprovada a criação de um Conselho de Resoluções, que virá a ser um grupo separado que se reunirá on-line anualmente. Tal Conselho encaminhará propostas de resolução ao Conselho Diretor do RI. Com isso, o COL ficará livre para se concentrar somente nas propostas de emenda, as quais têm o poder de alterar os documentos que governam a nossa organização. Os proponentes informaram que esta mudança encurtará o COL em um dia, significando uma economia de até US$300.000 para nós. Outro benefício é que o Conselho de Resoluções será um canal de comunicação entre os clubes e o Conselho Diretor do RI. Os delegados aprovaram a proposta que permite aos rotaractianos também serem associados de Rotary Clubs. .

Dia 13

Tendo em mente a necessidade de fornecer programas e serviços que contribuam ao progresso dos Rotary Clubs, os delegados votantes aprovaram três aumentos de US$4 na cota per capital anual que os clubes pagam ao Rotary International. Falando a favor da proposta o tesoureiro do RI, Per Høyen, enfatizou que este era o momento de garantir o futuro do Rotary, já que nove em cada dez rotarianos pedem por mais serviços e o Conselho Diretor não pretende diminuir o grau do apoio dado aos clubes. Com a aprovação da proposta, as cotas passaram a ser: US$60 em 2017-18, US$64 em 2018-19 e US$68 em 2019-20.

Dia 12

Continuando com a ênfase na flexibilidade, na terça-feira o Conselho de Legislação concordou simplificar o sistema de classificação para ingresso em um Rotary Club. A medida substitui seis critérios para associação constantes dos Estatutos do Rotary por um requisito bem simples, que requer apenas que o associado seja uma pessoa de bom caráter, com boa reputação em sua ocupação profissional e/ou na comunidade, e tenha o desejo de auxiliar o próximo. Os delegados defenderam que esta mudança devolve o poder aos clubes ao dar-lhes o direito de "escolher seus próprios candidatos à associação sem ter que seguir uma lista de verificação". Isto será um incentivo para o crescimento do quadro associativo. O COL adiou para quinta-feira os debates de propostas que visam criar um novo tipo de associação, associado adjunto, e permitir o ingresso de rotaractianos nos Rotary Clubs. .

Dia 11

Após os devidos debates, na segunda-feira, 11 de abril, o Conselho de Legislação aprovou duas propostas que darão mais flexibilidade aos clubes em termos de reuniões e quadro associativo. Ambas contaram com o apoio do Conselho Diretor do RI e da grande maioria dos delegados votantes.

A primeira reza que desde que os clubes se reúnam pelo menos duas vezes por mês, eles têm agora uma margem maior de atuação sobre o formato de suas reuniões, como e quando realizá-las e cancelá-las. A segunda permite que os clubes testem modelos de associação. Os delegados defenderam que cada clube precisa ter liberdade para escolher o que funciona melhor em sua comunidade, já que não existe uma fórmula que sirva para todos. .

Fonte:Rotary International

Enviado por Luiz Carlos em Sáb, 23/04/2016 - 10:33 , em

Na esteira do sucesso histórico contra a pólio na Nigéria e em todo o continente africano, o esforço global para acabar com a pólio está recebendo US$ 40,4 milhões do Rotary para apoiar as atividades de imunização e vigilância lideradas pelo Iniciativa Global para a Erradicação da Pólio.

A pólio está a caminho de se tornar a segunda doença humana a ser eliminada do mundo (a varíola é a primeira). O novo compromisso de financiamento do Rotary, anunciado antes de 24 de outubro, Dia Mundial da Pólio em 2015, tem como alvo países em que as crianças permanecem em risco de contrair essa doença incurável, mas evitável por vacina.

O Rotary fornece subsídios para os parceiros da iniciativa de erradicação da Pólio: a UNICEF e a Organização Mundial da Saúde, que trabalham com os governos e membros do Rotary para planejar e executar as atividades de imunização em países atingidos ou que estão em alto risco de serem atingidos pela doença. Até a data, o Rotary já contribuiu com mais de US$1,5 bilhão para combater a poliomielite. Até 2018, a Fundação Bill & Melinda Gates irá doar dois dólares para cada dólar doado para o Rotary para a erradicação da poliomielite (até US$35 milhões por ano). Atualmente, só houve 51 casos de pólio relatados no mundo em 2015, uma queda de cerca de 350 mil por ano, desde quando a iniciativa foi lançada em 1988.

Fonte: https://www.rotary.org/en/rotary-gives-us404-million-end-polio-worldwide

Enviado por Luiz Carlos em Dom, 22/11/2015 - 11:07 , em

Do mesmo modo que Martin Luther King, eu também tive um sonho. Também tive a ventura de exclamar: “I have a dream”, não diante do memorial de Lincoln, mas diretamente de nossa tribuna.

Sonhei que um dia recebi uma mensagem do Governador eleito de Rotary, que iria tomar posse o nosso distrito. Vou transcrever a mesma:

Prezados companheiros:

Em nossa última reunião de planejamento para o nosso período ficou decidido que:

A-   A minha posse será realizada em uma reunião normal de meu clube.

B-  Cada presidente de clube também deverá tomar posse em uma reunião comum de seu clube.

C- Estas reuniões serão denominadas de “Reunião de transmissão de Tarefas”.

D- Cada companheiro, convidado ou visitante que tivesse a intenção de comparecer a posse para prestigiar o Governador, ao invés de comprar um convite, deverá fazer uma doação, correspondente ao custo do convite no valor de R$ 120,00, que posteriormente será enviado a Fundação Rotária com destino a Pólio Plus. Esperamos com isto doar cerca de R$ 100.000,00 ( parte dos convites e parte das despesas da festa).

E-  Os clubes deverão fazer o mesmo e doar o apurado a um projeto existente em seu território. Assim teríamos pelo menos a doação de cerca de R$ 6.000,00 e que multiplicado pelo numero de clubes daria um total aproximado de R$ 372.000,00.

F-  A reunião de Planejamento do período ao invés de ser realizada em um luxuoso hotel ou resort em um longo final de semana,  será realizada durante dois sábados em um local público, cedido graciosamente. O dinheiro destinado a este evento e o montante que seria gasto por cada participante seria destinado a cobrir a parte dos clubes num grande projeto da Fundação Rotária, a ser proposto. Podemos estimar cerca de R$ 300.000,00.

G-  A conferencia será realizada na cidade do Rio de Janeiro, evitando despesas de viagem e hospedagem. Teremos apenas um almoço, tipo executivo, de congraçamento. A economia é estimada em cerca de R$ 300.000,00 e que serão empregados em um projeto a ser definido.

H-  O Guia Distrital não será editado. Na primeira carta mensal, que será enviada antes da posse, será informada a composição da equipe da Governadoria. A equipe será composta por cerca de 20 companheiros e poderá pedir apoio eventual aos outros companheiros. A economia advinda deste procedimento será empregada na ampliação e modernização da Carta Mensal, que será um importante meio de divulgação e doutrinação.

Subitamente fui acordado por um telefonema me convidando para comparecer a grande festiva de posse da Governadoria, que será realizada nos salões do Copacabana Palace; os convites no valor de R$ 300,00 já estão disponíveis. Com a intenção de termos o maior comparecimento de pessoas de todos os tempos, será oferecido um pacote de viagem para Chicago (sede do Rotary) para o clube com maior presença proporcional sortear entre os companheiros. Para aumentar e facilitar a venda dos convites é sugerido que se faça um consórcio para esta finalidade.

Nesta situação desliguei e fui procurar um Rivotril para tentar voltar a sonhar!

Fonte: Boletim nº 03 - Período 2015-2016, do Rotary RJ Ilha do Governador - Sylvio Augusto Regalla

Enviado por Luiz Carlos em Sex, 24/07/2015 - 10:19 , em

Mais idosos poderão ter direito ao cartão que dá direito à compra de fraldas geriátricas.

O Instituto Vital Brazil ampliou o Programa Cartão Cuidados Especiais. A partir de agora, os idosos com renda até R$ 2.500,00 poderão ter direito ao cartão. A expectativa é que, com o reajuste, o programa abranja cerca de 10% a mais de beneficiários.

Em sete meses de implantação e adequação, o programa já conta com quase 20 mil cartões emitidos. “O Programa foi criado em 2013 e passou por uma fase de teste e ajustes. À época em que foi criado, uma das normas para ter o benefício era a renda máxima de R$ 2mil. Em dois anos, houve reajustes do salário mínimo. Levamos isso em consideração e ampliamos o corte da renda para R$ 2.500,00, que se refere à dois salários mínimos e meio (estadual). Com isso, esperamos abranger cerca de 10% a mais de usuários cadastrados no programa”, disse Antônio Werneck, presidente do Instituto Vital Brazil.

O Cartão Cuidados Especiais permite a compra de fraldas geriátricas em qualquer farmácia ou drogaria do Estado. Porém o uso nas unidades conveniadas ao “Aqui Tem Farmácia Popular”, que já são mais de 2 mil em todos os municípios do Rio de Janeiro, permite ao usuário unir os dois benefícios.

Como funciona - Mensalmente, é creditado no cartão a quantia de R$ 76,80 (até o último dia útil de cada mês) exclusivamente para a compra de fraldas geriátricas.

Quem tem direito - Idosos com idade acima de 60 anos e portadores de deficiência permanente com idade mínima de 18 anos com renda máxima de R$ 2.500,00.

Como fazer para receber - é necessário preencher a fica que está disponível na página www.vitalbrazil.rj.gov.br e enviar cópia dos seguintes documentos: - do usuário: RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda, laudo médico (válido por 90 dias) e - do responsável: RG, CPF e procuração, curatela ou tutela para o endereço na Rua Dias da Cruz, 638, Méier, Rio de Janeiro – Cep: 20.720-013.

Ainda não recebeu o cartão – O Instituto Vital Brazil disponibilizou uma listagem (sempre atualizada) em sua página (www.vitalbrazil.rj.gov.br) com cartões que foram devolvidos pelo Correio por diversos motivos como, por exemplo, número não identificado e endereço inexistente. Nesses casos, o cartão pode ser retirado na Rua Dias da Cruz, 638, Méier, Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h ou das 13h às 16h (munido do original e cópia da identidade, CPF e comprovante de residência do usuário). Também está disponível uma outra relação que consta o número do rastreio do Correio para que o usuário acompanhe a entrega.

Em caso de dúvidas - Em caso de dúvidas, os usuários têm à disposição o telefone 0800 888 9697, que funciona de segunda a sexta, das 7h às 19h.

Instituto – O Instituto Vital Brazil é uma instituição de ciência e tecnologia do Governo do Estado do Rio de Janeiro ligado à Secretaria de Estado de Saúde. É um dos 21 laboratórios oficiais brasileiros, um dos quatro fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos e produtor de medicamentos estratégicos para o Ministério da Saúde.

- Thaís Marini - +55 (21) 98596-6823 / 99662-2965

- Carolina Maciel - +55 (21) 98082-2808 / 98870-7007

- Fabíola Mar - +55 (21) 97199-8012

comunicacao@vitalbrazil.rj.gov.br

comunicavitalbrazil@gmail.com

Assessoria de Comunicação Instituto Vital Brazil

Rua Maestro José Botelho, 64, Vital Brazil, Niterói/RJ – CEP: 24.230-410

Tel: +55 (21) 2711-9223, ramal 187 / Fax: +55 (21) 2711-9092

www.vitalbrazil.rj.gov.br

Enviado por Luiz Carlos em Sex, 24/07/2015 - 09:50 , em

Resultados da pesquisa sobre planejamento estratégico.

Dez mil rotarianos responderam à pesquisa de 2014 sobre o Plano Estratégico, cobrindo as questões mais importantes aos clubes agora e daqui a 10 anos.
Os resultados da pesquisa confirmam que as três prioridades do nosso Plano Estratégico — fortalecer e apoiar os clubes, dar mais enfoque e expansão aos serviços humanitários, e aumentara projeção da imagem pública da organização — continuam refletindo nossas prioridades de:
- Recrutamento e retenção de associados.
- Diversidade.
- Inovação, modernização, flexibilidade e simplificação de processos e regras.
Os resultados podem servir de guia para tornar os clubes mais dinâmicos. Para tanto, avalie seu clube em termos de crescimento, diversidade e retenção de associados. Depois, determine os itens mais importantes aos associados.
- Verifique se o seu clube reflete as características da área em que se encontra. O levantamento mostrou que muitos rotarianos acham que seus clubes não refletem a comunidade. Se este for o seu caso, crie estratégias para atrair pessoas de grupos sub representados em seu clube.
- Organize atividades de desenvolvimento profissional e peça aos rotarianos há mais tempo no clube que sirvam de mentores aos novatos. Cerca de 20% dos respondentes indicaram que queriam ter mais chances de networking, envolvendo principalmente novos associados. Delegue responsabilidades significativas aos associados e mantenha-os informados quanto às iniciativas de seu clube.
- Divulgue seus projetos no Rotary Showcase.
- Pergunte aos associados quais são seus interesses e convide-os para integrar ou liderar comissões e grupos que vão mais ao encontro de suas expectativas.
- Consulte as regras e tradições de seu clube para verificar se é possível fazer algumas mudanças para trazer inovação e flexibilidade. Em vez de dar tanta importância ao comparecimento às reuniões, opte por engajar os associados.Outra sugestão é diminuir os custos que a pessoa tem por ser associada de seu clube, inclusive com refeições.
- Os resultados da pesquisa deixam claro que os clubes que seguem um plano estratégico têm mais sucesso.
Assim, faça um planejamento estratégico e monitore pelo Rotary Club Central o progresso de seu clube em direção ao alcance das metas.

Fonte: Rotary Leader - Março 2015

Enviado por Luiz Carlos em Dom, 08/03/2015 - 13:39 , em